Santa Francisca Romana

Nascida em 1384, ela casou-se aos 13 anos e teve três filhos, dois quais dois morreram ainda pequenos. O marido foi gravemente ferido e o único filho tornou-se prisioneiro de guerra. Seu palácio transformou-se em abrigo de necessitados e ela fundou a Congregação das Oblatas Olivetanas de Santa Maria Noa, em 1425. Quando o marido morreu, ela entrou para a vida religiosa. Morreu em 9 de março de 1440 e foi canonizada em 1608.