Santa Efigênia e São Mateus

Filha do rei Eglipo da Etiópia, Efigênia recusou o casamento com o príncipe que sucederia o trono de seu pai. O apóstolo Mateus, que já teria convertido a família real ao catolicismo, foi chamado para interceder em favor do nobre, mas Efigênia resistiu. O príncipe mandou executa-lo pelo fracasso, e a princesa construiu um santuário em sua homenagem. Ele é considerado o Evangelista da Igreja.