Quando e onde surgiu o hábito de fumar?

Quando e onde surgiu o hábito de fumar?

O tabaco começou a crescer nas Américas por volta de 6.000 a.C. e acredita-se que os habitantes do continente começaram a dar suas baforadas no ano 1 a.C., além de mascar as folhas da planta. A primeira prova documental de que os nativos realmente fumavam é um pote de cerâmica, datado como anterior ao século XI a.C., e que mostra um maia fumando um monte de folhas de tabaco enroladas e presas por uma cordinha. O fumo era usado também com fins medicinais e durante rituais religiosos. O homem branco só foi conhecer o fumo quando Cristóvão Colombo aportou no Novo Mundo, em 1492. O navegador ficou intrigado ao ver os índios mascando e fumando as folhas secas de uma certa "planta aromática". Os nativos a chamavam de tobaga, termo que deu origem à palavra "tabaco". Colombo levou algumas folhas na viagem de volta à Europa, mas não fez muito sucesso com a novidade. O uso da planta se alastrou somente a partir do século XVI, quando aventureiros e diplomatas como o francês Jean Nicot – que acabou batizando a nicotina – começaram a popularizá-lo. Os charutos apareceram no século XIX e os cigarros, que já eram produzidos de forma bem rudimentar e à mão, passaram a ser fabricados em série em 1883, com a invenção da máquina de enrolar cigarros, criada pelo norte-americano James Bonsack.