Porque existe a diferença do sinal da cruz dos católicos romanos (esquerda para direita) e dos católicos ortodoxos (direita para a esquerda)?

 Porque existe a diferença do sinal da cruz dos católicos romanos (esquerda para direita) e dos católicos ortodoxos (direita para a esquerda)?

A igreja romana prioriza a piedade dela em Jesus Cristo, por isso, veneram a chaga da cabeça, do peito e dos pés, e depois do ombro esquerdo e direito. "Nós, ortodoxos, jogamos a nossa piedade na Santíssima Trindade, colocamos um só Deus em três pessoas (Pai, Filho e Espírito Santo), então o sinal é levando a mão à cabeça (em referência ao pai), depois leva-se a mão ao seio (enviou o filho à Terra, onde cresceu, padeceu, foi crucificado morto e sepultado, ressurgiu do mortos, subiu aos céus e sentou a direita do pai) e, então, leva-se a mão ao ombro direito (porque nos uniu ao Espírito Santo) e, por último, leva a mão ao ombro esquerdo (colocamos nossa piedade na Santíssima Trindade)", explica Padre Valério, da Catedral Ortodoxa de São Paulo. A igreja continua a ser uma: santa, católica e apostólica. O sinal de religião não é religião, é só sinal. Ou seja, tanto em um quanto no outro a Santíssima Trindade está presente, porque existe um só Deus.