Para conter uma rebelião na Casa de Detenção de São Paulo, no bairro do Carandiru, a Polícia Militar entrou no presídio e matou 111 detentos. O caso ficou conhecido como “Massacre do Carandiru”.