Os anarquistas italianos Nicola Sacco e Bartolomeo Vanzetti são executados depois de um longo e polêmico julgamento. Eles foram acusados de roubar e matar dois funcionários de uma fábrica de sapatos. Em 23 de agosto de 1977, cinquenta anos depois da execução, o governo de Massachusetts reconheceu a injustiça cometida pelo tribunal contra os dois.