O Tribunal Penal Internacional, em Haia, nos Países Baixos, indiciou Slobodan Milošević e outras quatro pessoas por crimes de guerra e crimes contra a humanidade cometidos em Kosovo.