O Brasil cede asilo político a outros países?

 O Brasil cede asilo político a outros países?

 O Brasil tem dois institutos jurídicos de proteção a pessoas perseguidas: o “asilo”, que é bem característico da America Latina,e  que se aplica a ex-presidentes, políticos que, quando rompem com o governo de seus países, têm que buscar abrigo em outro país. Exemplos, ex-presidentes do Paraguai, Alfred Stroessner e Raúl Cubas Grau. O asilo pode ser pedido nas nossas embaixadas no Exterior e cabe ao País aceitar ou não. Outra figura é o “refúgio”, é mais universal, baseado em uma convenção da ONU de 1951, que outorga proteção para as vítimas de guerra, de massacres étnicos, e perseguições religiosas, por exemplo. São dois instrumentos de proteção internacional a vitimas de perseguição, instrumentos de reforço da democracia, onde, um dia cessado o conflito, as vítimas podem retornar ao país de origem. Muitos brasileiros já passaram por isso, no cenário político e artístico, como Caetano Veloso, Gilberto Gil, José Serra, Fernando Henrique Cardoso, entre outros.