Manoel de Carvalho proclamou a Confederação do Equador, movimento separatista revolucionário, que eclodiu em Pernambuco, contra política centralizadora de Dom Pedro I .