Fernando Pessoa

“Todas as cartas de amor são ridículas. Mas, afinal, só as criaturas que nunca escreveram cartas de amor é que são ridículas.”
Fernando Pessoa