Fatos: Gonzalo Sánchez Lozada renunci ...

Gonzalo Sánchez Lozada renunciou à presidência da Bolívia após um mês de protestos contra sua permanência no poder. Os confrontos entre o Exército e os manifestantes, que exigiam menor participação estrangeira na exploração dos recursos naturais, mais poder à maioria indígena da população e o fim da repressão ao plantio da coca, resultaram na morte de 74 pessoas. Lozada esteve à frente do país por 14 meses.