Em Bristol, no sul da Inglaterra, manifestantes antirracismo derrubaram a estátua de Edward Colston (1636-1721), traficante de escravos que fez fortuna no final do século XVII, e depois a jogaram no rio. Colston teria negociado cerca de 85 mil escravos (homens, mulheres e até crianças) da África. A estátua tinha sido erguida em 1895.