Às vésperas do Natal de 1888, o pintor Vincent van Gogh, aniversariante do dia, cortou a orelha direita. Uma das versões atribui o ato a uma vingança contra a amante Virginie, uma prostituta de Arles, no sul da França, para quem teria enviado a orelha ensangüentada dentro de um envelope, depois de saber que ela se apaixonara pelo seu amigo Paul Gauguin. Outra versão diz que Van Gogh cortou a orelha como autopunição por ter ameaçado Gauguin com uma faca. A crise rendeu ao pintor holandês dois auto-retratos com a orelha cortada e uma internação no hospício.