Os produtores de O Poderoso Chefão (1972) não queriam que Al Pacino interpretasse Michael Corleone. Mas o diretor Francis Ford Coppola bateu tanto o pé que Pacino acabou sendo chamado para o papel. Por isso, durante todas as filmagens, a equipe se referia ao ator como “aquele Pacininho”.