A cachaça começou a ser produzida na década de 1530, no litoral de São Paulo, logo depois do início do povoamento do Brasil, nos engenhos Madre de Deus, São João e dos Erasmos, do português Martin Afonso de Souza. Os portugueses decidiram aproveitar o mel de cana abundante por aqui para competir com o rum, bebida vinda da Jamaica que fez sucesso na Europa do século 16. No início, o aguardente era chamado “vinho de cana” ou “vinho de mel”. O nome “cachaça” se popularizou a partir do século 18, e vem do espanhol “cachaza”, que naquele período significava “bagaceira inferior”.