O ex-presidente Jânio Quadros faria aniversário hoje. Quando ainda era governador de São Paulo, em 1957, ele proibiu a execução de rock and roll em todos os bailes realizados no estado. Ao assumir a presidência, quatro anos depois, foi mais longe: proibiu o uso de maiôs em concursos de beleza, biquínis nas praias, lança-perfumes, corridas de cavalo em dias úteis, brigas de galo e espetáculos de hipnose em locais públicos. Um decreto, assinado em 1962, obrigou também que todos os filmes transmitidos pela TV fossem dublados.