Antes do estouro do vôlei, durante os anos 80, a Seleção Brasileira se resumia num único grande jogador. A dinastia de Antônio Carlos Moreno durou 21 anos e 366 jogos. Uma trajetória exemplar, iniciada aos 17 anos, em que ele disputou sete campeonatos sul-americanos e quatro Jogos Pan-americanos. Participou também de quatro Mundiais e quatro Olimpíadas.