Entre 1915 e 1918, Agatha Christie trabalhou em uma farmácia preparando remédios e venenos. Muito do conhecimento que obteve nesse período a ajudou a escrever suas histórias de mistério. Seus livros venderam mais de 1 bilhão de cópias ao redor do mundo. A marca só é superada pela Bíblia e pelas obras de Shakespeare.