Nas casas de jogos clandestinas da Inglaterra do século XVIII, havia funcionários especialmente contratados para engolir dados no caso de chegada da polícia.