Em Kinshasa, capital do Congo, um tipo de refeição para lá de nojento para nós passou a fazer muito sucesso em 2001. A população do interior já tinha hábito de comer larvas e insetos, mas o costume chegou à cidade grande porque os animais são uma rica fonte de proteína. No mercado central de Kinshasa, onde já era possível comprar crocodilos e macacos vivos para serem abatidos e preparados, passou a vender o “m?posi”, um inseto branco que vive em palmeiras. O prato leva 20 m?posi, azeite, alho, cebola e é servido com pão.