Novo Livro O Guia dos Curiosos - Edição Fora de Série

Curiosidades sobre a fundação da cidade de São Paulo

24 de abril de 2019
  1. No começo de 1554, os padres Manoel da Nóbrega, José Anchieta e outros membros do grupo religioso Companhia de Jesus começaram a subir a serra em direção aos Campos de Piratininga. O planalto era habitado por uma tribo de índios tupiniquins liderados pelo cacique Tibiriçá. Chamava-se Piratininga, porque tinha abundância de peixes. No período de cheia do rio Tamanduateí e Tietê, os animais costumavam ficar presos em lagoas rasas. Os que não eram apanhados, secavam ao Sol. Daí o nome da região, que em tupi quer dizer “peixe seco”.
  2. Os religiosos chegaram a Piratininga em 24 de janeiro de 1554. No dia seguinte, o padre Manuel de Paiva celebrou uma missa nas proximidades de uma cabana de pau-a-pique que mais tarde funcionaria como escola de catequese, enfermaria e residência dos jesuítas. A data da celebração ficou registrada como a da fundação da capital paulista.
  3. Pouco tempo depois, Manoel da Nóbrega pediu autorização a Tibiriçá para erguer um colégio no local. Não teve problemas para obtê-la, uma vez que a amizade entre brancos e índios já havia sido selada com o casamento das duas filhas do cacique com portugueses. O complexo, ao redor do qual começou a se formar um povoado, recebeu o nome de São Paulo, já que no dia 25 de janeiro a igreja Católica comemora a conversão do apóstolo Paulo. Hoje, o Páteo do Colégio marca o local exato da antiga escola.
  4. O brasão da cidade de São Paulo foi idealizado por José Wasth Rodrigues e Guilherme de Almeida em 1917. A imagem contém um braço empunhando uma bandeira com a cruz de malta (símbolo da Ordem de Cristo) e um escudo português. Sobre ele, há uma coroa, também uma alusão ao governo lusitano. As laterais são adornadas por ramos de café. A divisa Non ducor duco quer dizer “Não sou conduzido, conduzo”, e valoriza a independência das ações desenvolvidas pela cidade e seu papel de liderança no Estado e no país. Já a bandeira surgiu graças à Feira Internacional da Indústria Têxtil (Fenit). No primeiro ano de sua organização (1958), decidiu-se hastear no local do evento as bandeiras nacional, estadual e municipal. Como São Paulo (SP) não tinha uma, improvisou-se, colocando o brasão sobre um retângulo branco. Havia intenções de adotar o modelo permanentemente, mas os especialistas em vexilologia (estudo das bandeiras) alertaram para o fato de as características do símbolo serem próprias das aldeias.
  5. Foi o prefeito Jânio Quadros quem retomou a ideia de fazer uma bandeira paulistana e instituiu uma comissão executiva para tocar o projeto. O escolhido foi proposto por Lauro Ribeiro Escobar e oficializado em 5 de março de 1987. Contém sob o fundo branco a Cruz da Ordem de Cristo e o brasão da cidade.
  6. Em 1966, o então prefeito da capital paulista Faria Lima lançou um concurso para eleger como seria o piso das calçadas da cidade. Mirthes dos Santos Pinto, que trabalhava como desenhista da Secretaria de Obras da Prefeitura, esboçou um desenho sem muita pretensão. O projeto era uma geometrização do mapa do estado de São Paulo.
  7. O Rio Tietê é o mais extenso do estado, com 1.032 quilômetros. Nasce na Serra do Mar, perto de Mogi das Cruzes. Depois de atravessar a cidade de São Paulo, corta o estado e deságua no rio Paraná. Era chamado pelos índios de Anhembi.
  8. O Pico do Jaraguá é o ponto mais alto da cidade de São Paulo (1.135 metros acima do nível do mar). Documentos antigos dizem que o Pico foi o primeiro lugar onde se encontrou ouro no Brasil.
  9. A noite mais fria na cidade ocorreu em 2 de agosto de 1955. Os termômetros marcaram 2,1 graus negativos.
  10. O primeiro e maior planetário brasileiro é o do Parque do Ibirapuera. Foi inaugurado em 26 de janeiro de 1957.
  11. O hino oficial do município foi composto por Mário Zan e J.M. Alves para a comemoração de seus 400 anos. Não conhece a letra? Leia abaixo:

“São Paulo, terra amada
Cidade imensa, de grandezas mil! 
És tu, terra adorada, 
Progresso e glória do meu Brasil

Ó terra, bandeirante
De quem se orgulha a nossa nação! 
Deste Brasil gigante
Tu és a alma e o coração! 

Salve o grito do Ipiranga
Que a história consagrou! 
Foi em ti, ó meu São Paulo, 
Que o Brasil se libertou! 

O teu Quarto Centenário
Festejamos com amor
Teu trabalho mostra  
Ao mundo inteiro, teu valor! 

Ó linda terra de Anchieta, 
Do bandeirante destemido
Um mundo de arte e beleza
Em ti tem sido construído! 

Tens tuas tardes adornadas
Pela garoa em denso véu! 
Sobre os teus edifícios
Que até parecem chegar ao céu!”

 

Esta página contém links de afiliados. Ao fazer uma compra por um desses links, o Guia dos Curiosos recebe uma comissão e você não paga nada a mais por isso.

Artigos Relacionados

Por que o céu é azul?

Por que o céu é azul?

A razão pela qual o céu é azul está relacionado em como a luz do sol é espalhada pelas moléculas que nós temos na nossa atmosfera. Na verdade, a luz do sol tem vários comprimentos de onda, tem várias cores, então a emissão do sol é emissão em banda larga com várias...

Xingamentos e palavrões

Xingamentos e palavrões

Por que xingar é tão bom? Depois de acertar o dedo com um martelo, o pesquisador Richard Stevens, da Universidade de Keele, na Inglaterra, tentou entender. O acadêmico realizou um teste interessante: juntou várias pessoas e fez com que elas...

10 curiosidades sobre os pés

10 curiosidades sobre os pés

  1. Os 52 ossos dos dois pés humanos representam 1/4 de todos os ossos do corpo.  2. Cada pé humano possui 26 ossos e 33 músculos. 3. Uma pessoa dá, em média, 9 mil passos por dia. Isso significa que, ao final da vida, ela terá dado quatro voltas ao redor do...

0 Comentários

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Share This