HUGH HEFNER

1. Inicialmente, apenas 10% das páginas da Playboy continham fotos de mulheres nuas. O restante era ocupado por matérias sobre política e temas polêmicos, entrevistas com personalidades da época e textos de colaboradores como Vladmir Nabokov, James Baldwin e Normal Mailer.

2. O correio boicotava as assinaturas no início da Playboy, entregando as revistas com atraso.

3. Marilyn Monroe foi a primeira a posar para a publicação. As atrizes Brigitte Bardot, Kim Novak e Jayne Mansfield, e a top-model Naomi Campbell também fizeram ensaios já publicados.

4. A foto da atriz Marilyn Monroe, capa da primeira edição da Playboy, foi comprada por Hugh Hefner de uma agência de Chicago, por 500 dólares. Ele nunca conheceu a estrela pessoalmente, mas seu irmão havia estudado com Marilyn em um curso de atores em Nova York.

5. A primeira edição da Playboy saiu sem data. Hugh Hefner acreditava que a revista encalharia por meses nas bancas, não permitindo o lançamento de uma segunda. Isso não aconteceu. A capa também é a única a não ter a imagem do coelhinho.

6. Para Hefner, as melhores coelhinhas da Playoboy foram Marilyn Monroe, Pamela Anderson, Cindy Crawford, Bettie Page e Brigitte Bardot.

7. Hugh Hefner escolheu o coelho como símbolo porque, segundo ele, este é “um animal tímido, vivo, saltitante e sexy. Primeiro ele cheira você, depois foge, torna a voltar, foge de novo e você sente vontade de o acariciar e brincar com ele. Que nem as garotas!”.

8. Segundo sua assessoria, ele chegou a ter sete namoradas ao mesmo tempo (todas loiras). Elas moravam com Hefner na Mansão Playboy. Detalhe: o criador da Playboy exige fidelidade de suas garotas. Sua ex-esposa e os dois filhos viviam em uma casa nos fundos da propriedade, mas depois acabaram se mudando.

9. O Brasil tem a terceira maior vendagem de Playboys em todo o mundo.

10. A primeira capa da edição nacional a estampar mãe e filha juntas – a garota de Ipanema Helô Pinheiro e Ticiane – saiu em abril de 2003. Maria Lúcia Dahl e a filha Joana estiveram na publicação de maio de 1987, mas não foram capa.