Novo Livro O Guia dos Curiosos - Edição Fora de Série

Roberto Marinho

24 de abril de 2019

 

  • O fundador das Organizações Globo nasceu em 3 de dezembro de 1904. Ele é o mais velho dos cinco filhos de Irineu Marinho e Francisca Pisani Marinho.
  • O pai de Roberto morreu em 1925, um mês depois de lançar o jornal O Globo. O futuro empresário e jornalista se recusou a assumir a direção do veículo. Preferiu passar antes pelas funções de copidesque, redator-chefe e secretário. O cargo ficou sob os cuidados de Euclydes de Matos.
  • O primeiro veículo que o jornalista inaugurou, dando início assim às Organizações Globo, foi a Rádio Globo, do Sistema Globo de Rádio, em 21 de março de 1944.
  • Ele foi responsável pela introdução do Dia dos Pais no calendário brasileiro.
  • Recebeu diversos títulos: “Homem de Visão” (1980), “Homem do Ano” (1992) e “Brasileiro do Século” (1993). Além disso, freqüentou a lista de bilionários da revista Forbes nos anos 80 e 90 e foi considerado uma das personalidades mais influentes e poderosas do planeta, ao lado do ex-presidente dos EUA Bill Clinton e do presidente de Cuba Fidel Castro.
  • O jornalista já praticou boxe, equitação e pesca submarina.
  • Em 1993, foi eleito para a cadeira nº 39 da Academia Brasileira de Letras. Ela já pertenceu a Otto Lara Resende.
  • Seu filho caçula, Paulo Roberto, morreu aos 19 anos, vítima de um acidente de carro.
  • Roberto Marinho se casou três vezes. Com a primeira esposa, Stella Goulart, teve quatro filhos: Roberto Irineu, João Roberto, José Roberto e Paulo Roberto. Divorciou-se da segunda esposa, Ruth de Albuquerque, para ficar com Lily de Carvalho, que era 16 anos mais nova. Lily foi Miss França em 1938.
  • Possuía um acervo de 700 obras de arte e uma coleção de flamingos, da qual faz parte um casal dado pelo presidente de Cuba Fidel Castro.
  • Quando foi deposto pela Revolução de 30, o presidente Washington Luís foi mandado para a prisão localizada no Forte de Copacabana. Roberto Marinho decidiu ir até lá tentar uma entrevista. No momento em que o fotógrafo se aproximou para bater uma chapa, um capitão tentou barrá-lo. O jornalista não titubeou: abraçou o soldado e o ergueu 30 centímetros acima do chão, enquanto o colega terminava o serviço.
  • Nos anos 30, ele deu duas bofetadas em um censor que vetou um de seus editoriais.
  • Para modernizar o jornal, comprou uma rotativa gigante. Seu tesoureiro, Herbert Moses, era contra a aquisição. Marinho não teve dúvidas: adquiriu o maquinário e o escondeu do colega durante três anos.
  • Morreu no 6 de agosto de 2003, vítima de um endema pulmonar. O presidente Luís Inácio Lula da Silva decretou três dias de luto.
  • Em 2004, foram lançados dois livros sobre a vida do criador da rede Globo. A viúva Lily pôs no papel os 14 anos de relacionamento em Roberto e Lily, e o jornalista Pedro Bial fez um perfil do empresário em Roberto Marinho. O texto de Bial demorou um ano para ficar pronto.

 

Esta página contém links de afiliados. Ao fazer uma compra por um desses links, o Guia dos Curiosos recebe uma comissão e você não paga nada a mais por isso.

Artigos Relacionados

0 Comentários

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Share This