Novo Livro O Guia dos Curiosos - Edição Fora de Série

Escrava Isaura

24 de abril de 2019

  • A história da novela foi baseada no livro “A Escrava Isaura”, de Bernardo Guimarães.
     
  • A rede Globo exibiu a primeira versão da trama, adaptada por Gilberto Braga, entre 11 de outubro de 1976 e 5 de fevereiro de 1977. Ela teve apenas 100 capítulos. A novela mais longa da TV brasileira, “Redenção”, (1965) teve 596 capítulos.
     
  • Isaura era uma escrava de pele branca. A moça era assediada por seu dono, o vilão da novela, Leôncio. Ela tem um romance com o personagem Tobias, que morre em um incêncio armado por Leôncio. A moça foge e conhece Álvaro, que consegue a carta de alforria para ela no final da trama e casa-se com a escrava liberta.
     
  • A primeira versão começou a ser gravada sem a atriz que faria o papel principal. Lucélia Santos foi indicada por um amigo do diretor, Herval Rossano. Ele disse que havia uma moça muito boa fazendo uma peça e que Herval deveria vê-la. Segundo o diretor, a moça era baixinha, sem peito e tinha uma verruga no nariz, mas, mesmo assim, resolveu tentar.
     
  • Lucélia Santos afirmou que Herval não a descobriu e que ele mal dirigiu a primeira versão. Segundo a atriz, foi Milton Gonçalves dirigiu 80% da novela, já que Herval saiu em lua-de-mel com sua esposa, Nívea Maria, durante a gravação.
     
  • O sucesso foi tão grande na Polônia que, em 1985, foi promovido no país um concurso de sósias de Isaura e Leôncio.
     
  • O personagem Tobias não existia no livro. Gilberto Braga o criou para que Isaura não passasse tanto tempo da trama sem um romance. Na verdade, ela encontrou seu verdadeiro amor, Álvaro, a um terço do final da história.
     
  • O dramaturgo também deu um destino diferente do livro à personagem Malvina. No romance, ela abandona o marido, Leôncio. Já na novela acaba, sendo morta por ele.
     
  • A versão exibida pela Globo já foi vendida para 140 países, entre eles China, Islândia, Madagascar, Sri Lanka e Líbano.
     
  • Seu sucesso no exterior foi tamanho que influenciou em acontecimentos importantes da História. Foi a primeira novela que furou o bloqueio da Cortina de Ferro, isolamento em relação ao Ocidente adotado pelos países integrantes da ex-União Soviética. Durante sua exibição na Sérvia e na Bósnia, os dois países, que estavam em guerra, assinaram um cessar-fogo. Em Cuba, o governo chegou a cancelar o racionamento de energia elétrica durante o horário da novela.
     
  • A versão é recordista de reprises na Globo: 5 vezes.
     
  • Em 18 de outubro de 2004, estreou ums nova versão da história, produzida pela rede Record. Foi escrita por escrita por Tiago Santiago e Anamaria Nunes. O papel de Isaura, que consagrou a atriz Lucélia Santos no passado, foi dado a Bianca Rinaldi. O ator Rubens de Falco, que interpretou Leôncio na primeira adaptação do livro para a TV, e fez o pai do personagem, Comendador Almeida, na nova versão.
  • Em 2012, a Globo lançou um compacto da trama em um box com cinco DVDs. No total, são 15 horas de duração.

    Livro reúne curiosidades sobre a teledramaturgia brasileira.

Esta página contém links de afiliados. Ao fazer uma compra por um desses links, o Guia dos Curiosos recebe uma comissão e você não paga nada a mais por isso.

Artigos Relacionados

0 Comentários

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Share This