Novo Livro O Guia dos Curiosos - Edição Fora de Série

Martha Rocha e as duas polegadas a mais

6 de julho de 2020
Quando a brasileira Martha Rocha terminou o concurso de Miss Universo em segundo lugar, em 1954, a notícia caiu feito uma bomba no país. Os jurados escolheram a americana Myrian Stevenson por uma questão de duas polegadas (5 centímetros) a mais nos quadris.

 

 

No livro “O império de papel – os bastidores de O Cruzeiro”, o jornalista Accioly Netto, ex-diretor de “O Cruzeiro”, garante que as polegadas não passaram de invenção do fotógrafo de revista, João Martins, inconformado com o resultado. Martins criou a história e contou com a cumplicidade de outros jornalistas presentes em Long Beach, nos Estados Unidos, naquela noite.

 

Martha confirmou a lenda em  “Martha Rocha – uma autobiografia”, lançada em 1999.

O episódio foi imortalizada numa marchinha de Carnaval composta por Pedro Caetano, Alcyr Pires Vermelho e Carlos Renato e gravada pela própria Martha Rocha em 1955. A parte mais conhecida da letra diz: Por duas polegadas a mais, passaram a baiana pra trás/Por duas polegadas e logo nos quadris/Tem dó, tem dó, seu juiz!

Martha Rocha morreu em 4 de julho de 2020, aos 83 anos. No final da vida, enfrentando problemas financeiros, ela vivia num lar para idosos em Niterói (RJ).

Leia também: A vida depois do concurso

No “Você é Curioso?” (11/07/2020), o professor Warde Marx fez uma homenagem a Martha Rocha, a primeira Miss Brasil da história, e contou como Dair da Costa Terzado e o marido, o confeiteiro espanhol Jesus Terzado, criaram em 1954 a Torta Martha Rocha. O doce é o carro-chefe da Confeitaria das Famílias, no centro de Curitiba.

Esta página contém links de afiliados. Ao fazer uma compra por um desses links, o Guia dos Curiosos recebe uma comissão e você não paga nada a mais por isso.

Artigos Relacionados

10 curiosidades sobre o concurso Miss Brasil

10 curiosidades sobre o concurso Miss Brasil

O primeiro concurso Miss Brasil foi realizado em 1922, como parte das comemorações pelo Centenário da Independência do país. A santista Zezé Leone venceu a disputa, mas precisou esperar um ano para tomar posse de seu cetro e de sua coroa. O evento só passou a ser...

Misses que não desistiram e venceram

Misses que não desistiram e venceram

Muitas candidatas já foram derrotadas no concurso, mas não desistiram. Voltaram a competir e venceram em outras edições. Confira algumas dessas histórias: Stael Abelha concorreu no Miss Minas Gerais de 1960 pela cidade de Caratinga, em 1960, mas não foi eleita a...

0 Comentários

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Share This