Novo Livro O Guia dos Curiosos - Edição Fora de Série

Jeannie saiu da garrafa e foi para a livraria

27 de setembro de 2011


Estrela da série Jeannie é um Gênio, a atriz Barbara Eden foi considerada a grande sex symbol da década de 1960. Com suas roupas de odalisca, foi até proibida pela censura de usar trajes que deixassem o umbigo descoberto, algo considerado imoral naquela época. Agora, aos 77 anos, a bela atriz decidiu contar sua versão da história que começou há 46 anos na televisão americana.
Na autobiografia Jeannie out of the bottle, lançada em abril deste ano, Barbara Eden mostra detalhes de sua vida particular, como a perda de dois filhos e a convivência com um marido dependente de cocaína. Também fala de outros trabalhos em cerca de 50 filmes, além, é claro, de peculiaridades do seriado que a transformou em uma celebridade. Escrito em parceria com a jornalista Wendy Leigh, o exemplar tem 16 páginas apenas com fotos da atriz com sua família, na televisão, e em trabalhos publicitários.

Uma história das mil e uma noites transportada para a década de 1960 era a fórmula de “Jeannie é um Gênio”, seriado cômico que foi ao ar nos Estados Unidos entre 1965 e 1970. O Capitão Anthony Nelson, um astronauta (nas temporadas posteriores, torna-se major), tem problemas testando um novo foguete e cai em uma ilha do Oceano Pacífico. Durante a espera por socorro, ele abre uma garrafa que encontrou na praia e revela um gênio com 2 mil anos de idade e a forma de uma linda mulher. Jeannie se apaixona por Nelson e passa a chamá-lo de “amo”, enquanto o oficial precisa  esconder da sociedade a origem da garota com poderes mágicos.
O seriado foi exibido pelo canal NBC para competir com “A Feiticeira” – também uma comédia cuja estrela era uma loira com poderes mágicos – que estreou no ano anterior. Para evitar muitas comparações entre os dois programas, o produtor Sidney Sheldon queria uma atriz de cabelos escuros, mas não encontrou nenhuma que se adequasse à personagem. Quem conseguiu o papel foi Barbara Eden, que já havia sido dispensada pela cor dos cabelos e pela baixa estatura.

Para fazer mágicas, Jeannie só precisava piscar os olhos. Com isso, fazia helicópteros surgirem subitamente no ar, copos se encherem de vinho e pessoas ficarem invisíveis, qualquer coisa para satisfazer seu amo. As garrafas em que Jeannie “morava” eram frequentemente quebradas pelo calor da fumaça de efeitos especiais durantes filmagens. Um dos principais motivos para o fim do programa foi o casamento de Jeannie e Anthony no começo da quinta temporada. Ao unir os personagens definitivamente, a NBC os transformou em um mero casal comum, o que fez a audiência despencar. No Brasil, a série estreou pela TV Paulista em 1966. Passou por Excelsior, Record, Band, Tupi, Rede TV! e Warner Channel.

Esta página contém links de afiliados. Ao fazer uma compra por um desses links, o Guia dos Curiosos recebe uma comissão e você não paga nada a mais por isso.

Artigos Relacionados

40 curiosidades sobre mulheres nas novelas

40 curiosidades sobre mulheres nas novelas

Rosamaria Murtinho estrelou um dos primeiros grandes sucessos das novelas diárias com A moça que veio de longe (1964). Ela fez par romântico com o galã Hélio Souto. Em Pigmalião 70 (1970), Tônia Carrero, no papel da milionária Cristina, lançou a moda do cabelo...

A ideia inicial de nomes de séries que fizeram muito sucesso

A ideia inicial de nomes de séries que fizeram muito sucesso

Escolher o nome de uma série não é das tarefas mais simples. Muito do sucesso das superproduções da TV ou do streaming depende da curiosidade que seu nome pode despertar. Há até agências de publicidade e branding envolvidas nessa escolha. É divertido também saber que...

10 curiosidades sobre Betty Boop

10 curiosidades sobre Betty Boop

O desenhista Grim Natwick (1890-1990) criou Betty Boop em 1930 para os Estúdios Fleischer, de Nova York, o mesmo que produzia os desenhos de Popeye e Superman. A personagem nasceu para ser a namorada de um cachorro chamado Bimpo, que estrelava o desenho animado "Dizzy...

0 Comentários

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Share This