Novo Livro O Guia dos Curiosos - Edição Fora de Série

O primeiro dublê da história do cinema

24 de maio de 2012

Yakima Canutt, campeão norte-americano de rodeio, foi o primeiro dublê de Hollywood. Nascido em 1896 no interior do estado de Washington, Yakima iniciou sua carreira no cinema nos anos 20, com o advento dos filmes falados, que alavancaram películas de aventuras. Os profissionais que se chamavam de dublê na época não eram escalados para substituir atores em sequências perigosas, mas para dirigir carros ou realizar atividades específicas difíceis de serem rapidamente aprendidas (como tocar piano ou mergulhar em águas profundas). Em um período em que nem se sonhava com os efeitos especiais disponíveis hoje, o trabalho de Canutt contribuiu para que fosse possível o incremento das cenas de ação. A maioria de seus atos foi inventada (e, ao longo do tempo, aperfeiçoada) por ele próprio, que se aventurava em situações perigosas sem os equipamentos de proteção presentes nos sets de filmagem atuais.

Desde o início de sua carreira, Canutt trabalhou com estrelas do faroeste, como John Wayne e Gene Autry. Foi Wayne, com quem cultivou uma amizade duradoura, que ajudou o dublê a aperfeiçoar as técnicas de luta em frente às câmeras. Em “No Tempo das Diligências” (1939), de John Ford, Canutt se consagrou. No filme, ele faz o papel dos dois lados da briga: primeiro aparece como um índio apache, realizando um salto lateral de um cavalo para outro; e, em seguida, é ele mesmo que está na pele de Ringo Kid, que, depois de atirar no índio, sai pulando por cima dos animais até chegar ao cavalo da ponta. Sua marca registrada – cena em que, se valendo até de cambalhotas, passa ileso por baixo de veículos em movimento – apareceu primeiro em “A Legião de Zorro” (1939).

A partir da década de 40, Yakima Canutt foi aos poucos saindo de cena, passando a se dedicar à direção das cenas de ação hollywoodianas. Mais tarde, em 1959, foi ele que comandou a icônica corrida de carruagens de “Ben-Hur”:

Apesar de ter atuado em filmes premiados, o reconhecimento de Yakima Canutt veio tarde. O primeiro dublê da história do cinema ganhou um único Oscar, em 1966, por ter criado a profissão que salva a pele de muitos atores. Até hoje, é o único dublê que recebeu o prêmio. Yakima faleceu em 1986, aos 90 anos, de causas naturais. Ele deixou um livro de memórias, escrito dez anos antes. O livro tem o prefácio de Charlton Heston e o posfácio, de John Wayne.

Esta página contém links de afiliados. Ao fazer uma compra por um desses links, o Guia dos Curiosos recebe uma comissão e você não paga nada a mais por isso.

Artigos Relacionados

Eden Theatre: o cinema mais antigo do mundo

Eden Theatre: o cinema mais antigo do mundo

O cinema mais antigo do mundo celebrou na semana passada o 125º aniversário da primeira exibição de um filme. O Eden Theatre, em La Ciotat, na Riviera Francesa, exibiu oito curtas-metragens realizados em 1895 pelos irmãos Louis e Auguste Lumière, os inventores do...

Curiosidades sobre os Três Mosqueteiros

Curiosidades sobre os Três Mosqueteiros

Aramis, Porthus e Athos. D’Artagnan era um jovem fidalgo, aspirante a mosqueteiro. Para escrever seu livro, Alexandre Dumas se baseou em Memórias do senhor D’Artagnan, escrito por um tenente da I Companhia dos Mosqueteiros do Rei. Sim, existiu uma companhia de...

0 Comentários

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Share This