Novo Livro O Guia dos Curiosos - Edição Fora de Série

O dublador de Bambi e outras vozes ilustres

3 de outubro de 2012

“Bambi”, a famosa animação dos estúdios Disney, completou 70 anos de lançamento em agosto passado. Muito já foi falado sobre o filme: é um dos poucos da Disney em que as músicas não são cantadas pelos personagens; a cena em que a mãe de Bambi morre é uma das mais tristes do cinema; a produção não fez o sucesso esperado logo de cara (demorou cinco anos para que começasse a dar retorno financeiro). O que poucos lembram é que, por trás do personagem principal, havia alguém responsável por, literalmente, dar-lhe voz. Foi Donnie Dunagan, na época um menino de oito anos de idade, que dublou o cervo Bambi.

Era seu sétimo trabalho no meio artístico, e foi também o último. O personagem marcou a vida do ator, que, assim como Bambi, também perdeu sua mãe na infância. Aos 13 anos, ele foi mandado a um orfanato. Mais tarde, servindo o exército norte-americano na Guerra do Vietnã, foi baleado. Em entrevista recente ao jornal britânico The Times, ele mesmo afirma: “Quando caí no chão, eu só me lembrava do pai de Bambi dizendo ‘filho, você tem de se levantar’”. Na época, ele guardava segredo a respeito de sua carreira no cinema, pois tinha medo de sofrer preconceito dos outros militares.

Conheça outras histórias curiosas de atores responsáveis pelo sucesso de personagens animados:

Charles Fleischer

Charles Fleischer vestido a caráter

Para encarnar melhor o personagem, o dublador de Roger Rabbit, celebridade dos desenhos animados que acaba envolvida em uma trama de assassinato, fazia suas cenas vestido com uma fantasia de coelho. O personagem é o protagonista do filme “Uma Cilada para Roger Rabbit”, de 1988.

Jim Henson


O criador dos Muppets emprestava sua voz ao cachorro Rowlf, integrante da turma de bonecos. Depois que Jim Henson morreu, em 1990, Rowlf virou um personagem mudo – a produção não encontrou ninguém que pudesse imitar sua voz com perfeição. Só seis anos depois, o papel foi dado ao dublador Bill Barretta.

Clarence Nash


Não há como negar: o Pato Donald, que apareceu pela primeira vez em “A galinha sábia”, de 1934, deve seu sucesso ao seu dublador. Clarence Nash foi o responsável pelo jeito característico de falar do pato dos estúdios Disney.

Walt Disney

“Hot dogs, hot dogs!” foram as primeiras palavras ditas por Mickey, no desenho “The Karnival Kid”, de 1929. O primeiro dublador do rato foi o próprio Walt Disney. É o único crédito que ele pode levar pelo personagem, pois a arte dos desenhos pertence a Ub Iwerks, um dos animadores do estúdio. Mais tarde, o papel foi dado a Wayne Allwine, que deu voz ao Mickey por 32 anos.

Pinto Colvig

O ator levava jeito para a comédia. Foi ele, dublador oficial do personagem Pateta, da Disney, quem primeiro interpretou o palhaço Bozo, criado pelo produtor e escritor Alan W. Livingston. É de Pinto Colvig a voz que embala as canções do primeiro disco de Bozo, de 1946.

Esta página contém links de afiliados. Ao fazer uma compra por um desses links, o Guia dos Curiosos recebe uma comissão e você não paga nada a mais por isso.

Artigos Relacionados

Eden Theatre: o cinema mais antigo do mundo

Eden Theatre: o cinema mais antigo do mundo

O cinema mais antigo do mundo celebrou na semana passada o 125º aniversário da primeira exibição de um filme. O Eden Theatre, em La Ciotat, na Riviera Francesa, exibiu oito curtas-metragens realizados em 1895 pelos irmãos Louis e Auguste Lumière, os inventores do...

Curiosidades sobre os Três Mosqueteiros

Curiosidades sobre os Três Mosqueteiros

Aramis, Porthus e Athos. D’Artagnan era um jovem fidalgo, aspirante a mosqueteiro. Para escrever seu livro, Alexandre Dumas se baseou em Memórias do senhor D’Artagnan, escrito por um tenente da I Companhia dos Mosqueteiros do Rei. Sim, existiu uma companhia de...

0 Comentários

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Share This