Novo Livro O Guia dos Curiosos - Edição Fora de Série

Inovações que revolucionaram o cinema

24 de abril de 2019

3D – 1922
Exibido no Ambassador Hotel, em Los Angeles, o filme The power of love (hoje considerado desaparecido) já tinha que ser visto com óculos especiais, pois era resultado da projeção de dois rolos de filme: um verde, outro vermelho.

Som – 1927
O primeiro filme falado da história é O cantor de jazz, com Al Johnson. As salas de cinema eram despreparadas para a tecnologia. Por isso, as exibições foram mudar por um ano inteiro.

Cores – 1956
Apesar de já existirem tentativas de filmes coloridos desde 1914, com a produção muda The world, the flesh and the devil, e renovado com O mágico de Oz, a técnica só se popularizou a partir dos anos 1950.

Choques – 1959
Para fazer com que os espectadores realmente se assustassem nas cenas de suspense, os donos de cinemas resolveram instalar nos assentos aparelhos de choque. Eles eram ativados nos momentos exatos do susto. A novidade não ficou popular, mesmo depois da promessa de seguro de vida a quem passasse mal por causa dos choques.

Imax – 1970
O primeiro uso da tela gigante foi em 1970, no Japão. Durante uma exposição em Osaka, o pavilhão do Canadá estreou a tecnologia e exibiu um filme em altíssima definição.

Dolby Stereo – 1979
O sistema de som funciona com quatro canais (esquerda, direita, centro e surround). Com muito mais definição, o Dolby explodiu em popularidade com a estreia do filme Apocalypse Now, de Francis Ford Coppola.

 

Esta página contém links de afiliados. Ao fazer uma compra por um desses links, o Guia dos Curiosos recebe uma comissão e você não paga nada a mais por isso.

Artigos Relacionados

Eden Theatre: o cinema mais antigo do mundo

Eden Theatre: o cinema mais antigo do mundo

O cinema mais antigo do mundo celebrou na semana passada o 125º aniversário da primeira exibição de um filme. O Eden Theatre, em La Ciotat, na Riviera Francesa, exibiu oito curtas-metragens realizados em 1895 pelos irmãos Louis e Auguste Lumière, os inventores do...

Curiosidades sobre os Três Mosqueteiros

Curiosidades sobre os Três Mosqueteiros

Aramis, Porthus e Athos. D’Artagnan era um jovem fidalgo, aspirante a mosqueteiro. Para escrever seu livro, Alexandre Dumas se baseou em Memórias do senhor D’Artagnan, escrito por um tenente da I Companhia dos Mosqueteiros do Rei. Sim, existiu uma companhia de...

0 Comentários

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Share This