Novo Livro O Guia dos Curiosos - Edição Fora de Série

Curiosidades de 24 obras famosas que foram roubadas

24 de abril de 2019
  1. Vicenzo Peruggia, empregado do Museu do Louvre, roubou a Mona Lisa em agosto de 1911. Ele o manteve escondido no fundo de um baú de sua casa durante dois anos. Depois, tentou vender o quadro para o governo italiano por 95 mil dólares. Pelo crime, Peruggia pegou um ano e quinze dias de prisão.
  2. Apesar da grande vigilância, um quadro de Salvador Dalí exposto na entrada da prisão de Rikers Island, em Nova York (EUA), foi substituído por uma réplica em março de 2003. Os guardas não sabem quando o misterioso roubo ocorreu, pois demoraram a notar a troca. O desenho mostrava Jesus Cristo na cruz e foi um presente do pintor a Anna Moscowitz Kross, chefe do Departamento Penitenciário em 1965.
  3. Outra obra de Dali que foi alvo de ladrões, A Andorinha Imóvel, circulou diversas cidades européias até ser encontrada em antiquário de Madri (Espanha). A tela estava avaliada em 300 mil euros, e sumiu de uma casa em Girona, próxima de onde seu autor morou.
  4. Ladrões armados com submetralhadoras invadiram o Museu Nacional de Estocolmo, na Suécia, e levaram duas pinturas do francês Pierre-August Renoir e uma de Rembrandt. Conversação, de Renoir, foi encontrada em abril de 2004 em uma batida policial por tráfico de drogas.
  5. Quatro homens levaram uma pintura de Leonardo Da Vinci que estava em exibição no Castelo de Drumlanrig, na Escócia. A tela estava avaliada em 40 milhões de euros.
  6. Durante a reforma da fachada do Museu de História da Arte de Viena, um grupo de homens subiu pelos andaimes, quebrou o vidro da janela e levou um saleiro de ouro feito pelo mestre da Renascença Benvenuto Cellini. A ação durou em torno de 50 segundos, conforme reconstituição da polícia. O objeto valia 60 milhões de dólares.
  7. Em dezembro de 2002, A Praça de Trinite, de Renoir, foi levada de um museu de Estocolmo, na Suécia. As autoridades prenderam o ladrão da obra em fevereiro de 2004. Ele tentou vendê-la nos Estados Unidos.
  8. A pintura Vista do Mar em Scheveningen, de Van Gogh, desapareceu de um museu holandês. O roubo ocorreu no dia 7 de dezembro de 2002.
  9. O quadro Russian Schoolroom, do pintor norte-americano Normam Rockwell, havia sido roubado de uma exposição na cidade de Clayton, nos EUA, em 1973. Em março de 2007 a pintura foi encontrada na casa do famoso diretor de cinema Steven Spielberg. A obra estava com o diretor desde 1989, e ele nunca tomou conhecimento de que era uma obra roubada. Um funcionário de Spielberg reconheceu o quadro depois de vê-lo no site do FBI. A pintura é avaliada em 700 mil dólares, cerca de 1, 4 milhão de reais.
  10. Dois quadros de Pablo Picasso foram roubados da casa de sua neta, Diana Widmaier-Picasso, em Paris, França, na madrugada do dia 27 de fevereiro de 2007. As obras estavam avaliadas em 140 milhões de dólares. Um dos quadros, Retrato de Jacqueline, foi inspirado na mãe do pintor, o outro, Maya à la Poupée, é o retrato de uma de suas filhas.
  11. Um rapaz de 24 anos roubou a tela “Petite Infante Accroupie et Cortisan”, de Pablo Picasso, durante um cruzeiro nas Bahamas. O ladrão manteve a obra por um ano. A polícia o encontrou graças a denúncias anônimas. Outra tela do pintor desapareceu do Centro Pompidou, em Paris, em janeiro de 2004. “Nature Morte a la Charlotte” valia 2,5 milhões de euros.
  12. Em 4 de agosto de 2004, foi divulgada que outras duas telas de Picasso haviam sido roubadas de um apartamento em Paris. A tela “O Pintor e seu Modelo”, de 1954, e a litografia “Dança” estavam estimadas respectivamente em 80 mil e 9 mil euros.
  13. A versão mais célebre de “O Grito”, de Edvard Munch, foi roubada da Galeria Nacional de Oslo, na Noruega, em fevereiro de 1994. Ela foi recuperada com apenas um pequeno arranhão, três meses depois.
  14. Em agosto de 2004 outra versão da obra “O Grito” foi surrupiada do Museu Munch, em Oslo, Noruega. Três pessoas armadas e mascaradas carregaram também Madonna, outra famosa tela de Munch. O valor dos quadros somado é de 240 milhões de reais. Em setembro de 2006, na maior ação policial já realizada pela polícia norueguesa, os quadros foram novamente recuperados quase sem danos.
  15. Ladrões levaram a aquarela “Vestido Azul” e duas litografias, ambas também de Munch, de um restaurante Oslo, na Nourega, em 6 de março de 2005. Eles usaram uma espécie de pé de cabra para arrombar o lugar e pegar as obras avaliadas em 257 mil dólares. A polícia prendeu os autores do crime um dia depois do roubo.
  16. Em 17 de junho de 2005, uma escultura do francês Augste Rodin (“O Torso de Adle”) foi roubada em Santiago, no Chile. A peça, que valia entre 500 mil e 1 milhão de dólares, estava sendo exposta no Museu Nacional de Belas Artes. Um dia depois, um universitário chileno devolveu-a à polícia, dizendo tê-la encontrado no Parque Florestal. O rapaz confessou mais tarde que havia sido o autor do crime.
  17. Dois quadros de Picasso foram roubados do Centro Cultural da cidade de Pfäffikon, na Suíça, no dia 6 de fevereiro de 2008. Os quadros “Tetê de Cheval”, de 1962, e “Verre et Pichet”, de 1944, valiam cerca de 4,5 milhões de dólares.
  18. Três homens armados roubaram quatro quadros do Museu de Zurique, Suíça, no dia 10 de fevereiro de 2008. Os quadros “Conde Lepic e suas Filhas”, de 1871, pintado por Degas, “Rapaz de Colete Vermelho”, 1888, de Cézanne, “Campo de Papoulas Perto de Vétheuil”, 1979, de Monet e “Amendoeira em Flor”, de 1890, feito por Van Gogh, foram avaliados em 162,5 milhões de dólares.
  19. Em setembro de 2008, o quadro de Caravaggio “Cattura de Cristo” foi roubado do Museu de Arte Ocidental e Oriental de Odessa, Ucrânia. Na década de 1920, a autenticidade da pintura — que mostra o “beijo da traição” de Judas a Cristo — não era unanimidade entre os especialistas. A dúvida foi desfeita nos anos 50, pela crítica de arte moscovita K. Malitskaya, que confirmou a autoria do mestre italiano.
  20. 25 quadros de importantes artistas como Pablo Picasso, Georges Braque e Henri Matisse foram roubados em Berlim. O crime aconteceu no dia 31 de dezembro de 2008. A polícia de Berlim classificou o incidente como “o maior roubo de galeria de arte nos últimos anos”.
  21. Enquanto estava de férias na Suécia, um colecionador teve cerca de 30 quadros roubados em sua casa, em Cadière D’Azur, sudeste da França. A ação aconteceu na noite do dia 30 de dezembro de 2009, mas só foi percebida pelo vigilante no dia seguinte. Na coleção constavam obras de pintores consagrados, como Picasso e Rousseau. O valor total das obras foi estimado em 2,4 milhões de reais.
  22. No último dia de 2009, a tela “Les Choristes”, do francês Degas, foi roubada do Museu Catini, em Marselha. A obra pertencia ao Museu D’Orsay, de Paris, mas estava emprestada. O valor do quadro foi estimado em 2 milhões de reais.
  23. Em 20 de maio de 2010, 5 quadros foram roubados do Museu de Arte Moderna de Paris. As obras roubadas foram “Le Pigeon aux Petits Pois”, de Pablo Picasso, “Pastoral”, de Henri Matisse, “L’olivier Près de L’Estaque”, de Georges Braque, “La Femme à L’éventail”, de Amédéo Modigliani, e “Nature Morte aux Chandeliers”, de Fernand Léger. Os quadros são avaliados no valor total de 1,113 bilhão de reais.
  24. Um rapaz de 24 anos roubou a tela “Petite Infante Accroupie et Cortisan”, de Pablo Picasso, durante um cruzeiro nas Bahamas. O ladrão manteve a obra por um ano. A polícia o encontrou graças a denúncias anônimas. Outra tela do pintor desapareceu do Centro Pompidou, em Paris, em janeiro de 2004. “Nature Morte a la Charlotte” valia 2,5 milhões de euros.

Esta página contém links de afiliados. Ao fazer uma compra por um desses links, o Guia dos Curiosos recebe uma comissão e você não paga nada a mais por isso.

Artigos Relacionados

Sapatos revelam qual era a altura de Michelangelo

Sapatos revelam qual era a altura de Michelangelo

Em artigo publicado pela revista "Anthropologie", pesquisadores italianos do Centro de Pesquisa de Antropologia Forense, Paleopatologia e Bioarqueologia estudaram três sapatos que teriam pertencido ao escultor renascentista Michelangelo, que viveu entre 1475 e 1564. ...

Museu holandês recria obras-primas com bonecos de Playmobil

Museu holandês recria obras-primas com bonecos de Playmobil

O Rijksmuseum, o museu nacional de Amsterdã, propôs à empresa de brinquedos alemã Playmobil a criação de cinco conjuntos inspirados em obras-primas de sua coleção. "A Leiteira" (1660), de Johannes Vermeer, e "A Ronda Noturna" (1642), de Rembrandt, ambos holandeses,...

Maravilhas do mundo construídas pelos homens

Maravilhas do mundo construídas pelos homens

Torre de Pisa A torre, que começou a ser construída em 1174, foi projetada para abrigar o sino da catedral da cidade de Pisa, na Itália. Quando três dos oito andares estavam prontos, notou-se uma ligeira inclinação, em razão de um afundamento do terreno. Tentou-se...

0 Comentários

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Share This