Existe pão francês na França?

8 de julho de 2020
De acordo com Cuilliot Guillaume, proprietário duas padarias no Norte da França, o pãozinho francês que aqui conhecemos não está entre os mais populares de seu país. “Posso afirmar, inclusive, que dificilmente alguém encontrará um pão desses em uma padaria francesa”, garante Guillaume. Segundo ele, esta versão de pão é comum apenas nos restaurantes e lá é chamado de pistolle (pistola).

A origem do nosso pão francês

No final do século XIX, o café da manhã do brasileiro era acompanhado por um pão com casca e miolo escuros. A partir do início do século XX, os viajantes regressos de Paris traziam na mala a receita de um pãozinho fino, de casca e miolo claro, precursor da baguete, até hoje o pão mais popular entre os franceses. A essa novidade foram acrescentados gordura e açúcar na massa. Surgia assim o brasileiríssimo pão francês.

Diferentes nomes que o pãozinho recebe no Brasil

BengalaMassa fina
BroaMédia
BrotinhoPão d'água
CacetinhoPão de massa grossa
CarequinhaPão de sal
CarioquinhaPão de trigo
FilãoPão Francês
FilãozinhoPãozinho de 50 gramas
FrancesinhoPortuguês
MamãoPãozinho de padaria

Artigos Relacionados

Donut

Donut

  O nome deste quitute vem de doughnut, que em inglês significa "rosca frita". A expressão foi usada pelo historiador Washington Irving no livro History of New York (História de Nova York), de 1809, para descrever um prato trazido pelos imigrantes holandeses....

Torrada

Torrada

A torrada teria sido inventada pelo padeiro Charles Heudebert, em 1903. Engenhoso tanto quanto parcimonioso, o senhor Heudebert se recusava a deixar o pão endurecer caso não tivesse sido vendido. Ele resolveu então cortá-lo em fatias e grelhá-lo. A receita lhe pareceu...

Curiosidades sobre 10 doces clássicos

Curiosidades sobre 10 doces clássicos

1. Cheesecake O doce típico de Nova York e da Filadélfia na verdade surgiu na Grécia, muito antes de essas cidades norte-americanas serem fundadas. Há evidência histórica de que foi servida torta de queijo cru aos atletas da...

0 Comentários

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *