Novo Livro O Guia dos Curiosos - Edição Fora de Série

Projeto de Barry Manilow resgata educação musical nos Estados Unidos

13 de março de 2014

Há 40 anos, Barry Manilow lançava seu primeiro single. Ele trabalhava como diretor musical de Bette Midler quando alguém na gravadora chamou sua atenção para uma canção britânica chamada “Brandy”. Manilow não perdeu tempo: mudou o nome da música para “Mandy”, gravou a faixa e, em 1974, emplacou-a no topo das paradas americanas. Ao longo dessas quatro décadas de carreira, o astro da música pop gravou 40 álbuns, que acumulam 80 milhões de cópias vendidas pelo mundo. Em reconhecimento ao seu trabalho artístico, ganhou um Grammy, dois Emmys, um Tony e uma indicação ao Oscar. Fui assistir a um show de Barry Manilow em Orlando, Estados Unidos, no mês de janeiro passado. E ele, 70 anos completados em junho do ano passado, emocionou a plateia ao contar de sua preocupação em formar novos músicos.

 

The Manilow Music Project Strikes Again! - YouTube

 

 

Em tempos de cortes de gastos no sistema educacional americano, a grade musical foi a primeira a ser cortada dos currículos escolares. Em 2008, mesmo ano em que os Estados Unidos mergulharam em uma complicada crise econômica, Barry Manilow criou o Manilow Music Project, que estimula a inclusão de grade musical na educação das crianças, por meio da doação de instrumentos e outros materiais.


O músico já arquitetava o plano três anos antes, quando ouviu o lamento da filha de um amigo, que não tinha condições de estudar saxofone, já que sua escola não disponibilizava o instrumento aos alunos. Barry Manilow ficou abalado com a declaração. Afinal, contou ele no show, foi graças à educação musical que recebeu em uma escola pública do bairro nova-iorquino do Brooklyn que ele acabou se tornando um astro da música pop. Nas aulas de orquestração, era Manilow quem assumia os teclados. Mais tarde, o aprendizado rendeu ao cantor uma vaga na renomada Juilliard School of Music, em Manhattan, onde ele aprofundou seus estudos na área.

No primeiro ano de implantação do Manilow Music Project, 21 escolas públicas de Coachella Valley, na Califórnia, receberam instrumentos musicais no valor de 500 mil dólares. Desde então, 100 escolas de 14 Estados norte-americanos foram beneficiadas. A mão-de-obra é voluntária e o programa, bancado por meio de doações à organização sem fins lucrativos Manilow Fund for Health and Hope. Grandes empresas – como a loja de brinquedos Toys “R” Us – e fãs de Manilow são os que mais contribuem com os fundos. O músico também costuma trocar ingressos de seus shows locais por instrumentos em bom estado.

A ONG de Barry Manilow oferece ainda bolsas de estudo a jovens carentes para o curso de Música em sete universidades norte-americanas e uma canadense.

Esta página contém links de afiliados. Ao fazer uma compra por um desses links, o Guia dos Curiosos recebe uma comissão e você não paga nada a mais por isso.

Artigos Relacionados

Orquestra de escola dinamarquesa faz concerto para vacas

Orquestra de escola dinamarquesa faz concerto para vacas

Vestidos com se estivessem indo mesmo para um concerto num grande teatro, os músicos pegam seus instrumentos todas as semanas e, sentados em bancos de feno, tocam lindas músicas clássicas para um rebanho de vacas. Os recitais são organizados pela Escola Escandinava de...

0 Comentários

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Share This