Novo Livro O Guia dos Curiosos - Edição Fora de Série

50 curiosidades nos 50 anos do primeiro single dos Beatles

5 de outubro de 2012

O primeiro single dos Beatles foi lançado há exatos 50 anos. Em 5 de outubro de 1962, chegava aos ouvidos do público o som de “Love me Do”. O single de estreia dos garotos de Liverpool chegou à 17ª posição das paradas britânicas. Só no ano seguinte, no dia 12 de julho de 1963, foi lançado o primeiro LP do grupo (“Twist and Shout”), que daria início a uma nova era na história da música. O Blog do Curioso preparou uma homenagem à data, com 50 curiosidades sobre os Beatles. Confira:

1. É provável que os Beatles tenham sido a maior febre adolescente de todos os tempos. A banda estourou nos anos 60, mas até hoje é considerada a mais influente do século XX.

2. Em “O selvagem” (1953), o ator Lee Marvin refere-se às motos como “Beetles”. O adolescente Paul McCartney assistiu ao filme e decidiu que sua banda teria o nome de “Beatles”. Essa é a versão mais antiga para a origem do nome The Beatles. Uma mais recente diz que o nome seria uma referência à banda de Buddy Holly, chamada Crickets. (Em inglês, cricket significa grilo e beetle, besouro).

3. Paul McCartney compôs sua primeira música em 1955, aos 14 anos. Ela se chamava “I Lost My Little Girl”. Ele admitiu em uma entrevista que usava unhas postiças. Isso porque sua esposa achava as mãos dele muito judiadas pelo uso do contrabaixo.

4. O primeiro instrumento que John Lennon aprendeu a tocar foi o banjo, ensinado por sua mãe, Julia.

5. John Lennon e Paul McCartney aprenderam a tocar piano com o mesmo professor.

6. George Harrison e Paul McCartney aprenderam juntos a tocar violão. Os dois passavam tardes na casa da família de George, na época com 14 anos, estudando o instrumento.

7. Em 1957, o jovem John Lennon, de 16 anos, formou a banda Quarrymen. Ele conheceu Paul McCartney numa festa, e o convidou a ingressar no grupo.  George Harrison entrou para a banda em 1958, que contava com Stuart Sutcliffe como primeiro baixista. Em 1959, sob o nome de Johnny and the Moondogs – e, em seguida, The Silver Beatles -, o grupo fez uma turnê de duas semanas pela Escócia, como atração secundária de festivais.

The Quarrymen – a primeira banda de John Lennon

 

8. A banda começou tocando em um clube alemão, sob o comando do empresário Bruno Korschnider, em 1960. O nome do clube era “Indra” e tinha um enorme elefante voltado para a rua para simbolizar a Índia. Eles tocaram lá por quase um ano.

9. Nesse período, a banda ficou instalada nos fundos de um velho cinema, o Bambi. O quarto ficava numa antiga lojinha, e não tinha nada além de paredes de concreto. Não havia aquecimento, e eram apenas dois beliches, sem cobertas. A região era cheia de travestis, prostitutas e gângsteres.

10. Ringo Starr começou sua carreira como Richard Starkey. Quando estava na banda “Skiffle”, o líder Rory Storm o apelidou de “Rings” porque o músico sempre estava usando muitos anéis (“ring”, em inglês). Storm às vezes mudava o nome para Ringo, para que soasse como um caubói, e a ideia pegou. Ele, que substituiu Pete Best na bateria, foi o último integrante a se juntar aos Beatles.


11. O interesse dos Beatles pela cultura indiana partiu de George Harrison, que começou a tocar cítara e estudar filosofia hindu na década de 1960. Esse interesse lhe rendeu a alcunha de “Beatle Místico”.


12. Os Beatles fizeram 294 apresentações no Cavern Club, em Liverpool, entre dezembro de 1960 e agosto de 1963.

DIÁRIO DOS BEATLES: Porta-voz disse que o Cavern Club não está à venda

13. Quem criou o corte de cabelo eternizado nas cabeças dos meninos de Liverpool foi Astrid Kirchner, ex-namorada do baixista original da banda, Stuart Sutcliffe, falecido em 1962.


14. Em 1963, as canções “Please please me”, “From me to you”, “She loves you” e “I want to hold your hand” conquistaram os primeiros lugares nas paradas inglesas.

15. O primeiro nome da música “Yesterday” foi “Scrambled Eggs” (“ovos mexidos”). Essa é a música que mais foi regravada por diferentes cantores na história. Curiosamente, ela é muito entoada em casamentos, apesar da letra melancólica.

16. Paul McCartney contou que a primeira droga que eles experimentaram foi a anfetamina Preludin, em Hamburgo. Como na Alemanha as anfetaminas não eram proibidas, eles a tomavam com cerveja.

17. Foi Bob Dylan quem apresentou os rapazes à maconha. Isso aconteceu em 1964, no auge da beatlemania.

18. Em 1964, os Beatles eram um sucesso nos Estados Unidos. Durante os cinco primeiros minutos da primeira apresentação da banda no programa Ed Sullivan, não houve registros de assaltos ou homicídios nos Estados Unidos. O show foi visto por 73 milhões de pessoas.

19. Um chinês pagou 4 mil dólares por uma mecha do cabelo de John Lennon em um leilão organizado pela Feira de Discos do Colecionador de Girona, na Espanha. O “suvenir” foi dado pelo cantor a um fã no dia 26 de agosto de 1964, em um show em Denver, nos Estados Unidos.

20. Em 1965, os Beatles foram condecorados pela rainha da Inglaterra como membros da Ordem do Império Britânico.

21. No mesmo ano, os Beatles fizeram uma visita a Elvis Presley, o Rei do Rock. Jogaram bilhar e cantaram juntos, mas, para a tristeza dos fãs, não gravaram as músicas.

22. Os Beatles prezavam qualidade acima de tudo. Até no banheiro. Prova disso é que o grupo se recusou a usar o papel higiênico que havia no estúdio londrino Abbey Road, durante as gravações de um de seus discos. Os garotos de Liverpool acharam o rolo áspero e não curtiram sua estampa (o nome da gravadora EMI). O rolo de papel higiênico em questão foi leiloado.

23. Os Beatles foram os primeiros a fazer videoclipes de suas músicas. Foi parte de uma estratégia para que os fãs pudessem vê-los na televisão sem que eles tivessem que participar de programas. O primeiro clipe da banda foi o da música “Paperback Writer”, de 1966. George Harrison, mais tarde, chegou a afirmar: “Nós praticamente inventamos a MTV”.

24. A declaração feita por Lennon em 1966 à revista “Datebook” deixou a banda em maus lençóis com a comunidade católica. “Eu não sei quem vai acabar primeiro, se o rock ‘n roll ou o catolicismo, pois, no momento, somos mais populares do que Jesus Cristo”, afirmou o cantor em entrevista. Durante um show no dia 12 de agosto do mesmo ano, ele pediu desculpas publicamente. Em novembro de 2008, 42 anos depois da declaração, a Igreja Católica perdoou Lennon pela blasfêmia.

25. No início da carreira da banda, alguns discos lançados nos Estados Unidos tiveram músicas a menos que as versões inglesas. Por isso, a gravadora Capitol resolveu lançar, em 1966, o álbum “Yesterday and Today”, com todas as músicas que não haviam entrado nas versões norte-americanas. Mais ou menos na mesma época, a banda tinha feito uma sessão de fotos com pedaços de carne e bonecas quebradas. Os Beatles conseguiram convencer a gravadora de que seria uma boa ideia usar aquelas fotos como capa do disco. Quando algumas cópias já haviam sido feitas, a Capitol percebeu que a imagem era chocante demais para estar na capa. Imediatamente, outra foto foi escolhida para o álbum, que ficou conhecido como o “Álbum Açougueiro”. Em 1966, era possível encontrar o disco por 4 dólares. Atualmente, uma cópia com a capa original não sai por menos de 12 mil dólares.


26. Em 1967, aconteceram em estúdios vizinhos as gravações dos discos “Sgt. Pepper’s Lonely Hearts Club Band”, dos Beatles, e “The Piper at Gates of Dawn”, primeiro do Pink Floyd. John Lennon e Syd Barret ficaram amigos, o que contribuiu para que muitas das ideias do disco de um fossem sugestões do outro.

27. A capa do álbum “Sgt. Peppers Lonely Hearts Club Band” (1967) é uma complexa imagem, que reúne diversos personagens e personalidades. Os mais observadores podem achar até o Gordo e o Magro.


28. Até a música “Penny Lane” ser lançada, a rua que tem o mesmo nome, que fica em Liverpool, era uma ilustre desconhecida. A partir do sucesso da canção, várias vezes as placas foram roubadas. Para combater os assaltos, a polícia inglesa decidiu pregar a placa na parede de um prédio e, depois, pregá-la no chão. Não adiantou. Foi quando tiveram a brilhante ideia de simplesmente escrever “Penny Lane” nos muros.


29. Durante as gravações do “White Album” (1968), Ringo brigou com a banda e chegou a ficar sumido por duas semanas. Por isso, em algumas músicas, quem gravou a bateria foi Paul McCartney.

30. Durante a viagem dos Beatles para a Índia, em 1968, o cantor esqueceu Cynthia Powell, sua então esposa, em uma estação de trem. No mesmo ano, eles se divorciaram, e John começou seu relacionamento com Yoko Ono, artista plástica de origem japonesa.

31. Em 1968, John Lennon lançou um disco solo. Na capa de “Two Virgins”, ele e Yoko Ono aparecem nus na capa. O disco mais famoso do cantor é “Imagine”, lançado em 1971.

32. A decepção dos Beatles com o guru Maharishi Mahesh Yogi rendeu a música “Sexy Sadie”, cuja letra é bem ofensiva. Os roqueiros passaram da devoção à raiva depois de um retiro espiritual na Índia em 1968. Durante o encontro, o mestre “celibatário” pediu 10% da renda anual da banda.

33. No dia 30 de janeiro 1969, os Beatles tocaram ao vivo pela última vez, no teto do prédio da Apple Records, em Londres.

34. No dia 31 de dezembro de 1969, os integrantes da banda – exceto Paul McCartney – assinaram os papéis da separação oficial dos Beatles. Mas a decisão só foi anunciada em 10 de abril de 1970. As constantes interferências de Yoko Ono, namorada de John Lennon, foram determinantes de uma crise causada também pela emergência de diferenças entre os integrantes da banda sobre os rumos da carreira do grupo. Os papéis da separação do grupo foram vendidos em 2005 por 112 mil dólares.

35. “Let it Be” foi o último álbum do grupo a ser lançado, em 8 de maio de 1970, mas não o último a ser gravado. O último disco que os Beatles gravaram foi “Abbey Road”, lançado em 26 de setembro de 1969. As gravações de “Let it Be” já tinham começado em janeiro de 1969.

36. Muita gente acha que “Lucy In The Sky With Diamonds” é uma referência ao LSD, droga alucinógena bastante popular na década de 1970. Mas, na verdade, quem inspirou a música foi uma colega de escola de Julian, filho de John Lennon. Quando era criança, o garoto fez um desenho da amiguinha Lucy O’Donnell. O trabalho levou o ex-beatle a escrever a obra. Julian Lennon também ajudou Paul McCartney a compor “Hey Jude”. O menino estava sofrendo com a separação dos pais, e a música que Paul escreveu é baseada nesse sentimento.

Desenho de Julian Lennon

37. No dia 8 de dezembro de 1980, John Lennon foi assassinado a tiros pelo fã Mark Chapman, em Nova York. Seu filho Julian tinha 17 anos na época, a mesma idade que John tinha quando sua mãe morreu assassinada por um motorista bêbado. Chapman confessou o crime quase um ano depois, em 22 de junho de 1981.

38. A capa da “Rolling Stone” em que John Lennon aparece nu, em posição fetal, abraçado a sua esposa Yoko Ono, foi eleita a melhor capa de revista dos Estados Unidos. A edição saiu nas bancas em 1981. A seleção, feita pela Sociedade Americana de Editores de Revistas, avaliou cerca de 450 capas publicadas por publicações como “Time”, “Newsweek”, “Esquire” e “National Geographic”.


39. Em Liverpool, há uma tradição de se reunir bandas cover dos Beatles. O fim de agosto é o mais disputado, e a cidade é invadida por cerca de 200 grupos, que são distribuídos em 30 diferentes palcos.

40. O disco mais vendido dos Beatles é a coletânea “1” (2000), que reúne 27 sucessos da banda. Entre os álbuns de músicas inéditas, o campeão é “Abbey Road” (1969).

41. Apesar de nunca ter recebido a visita de John Lennon, a ilha de Cuba possui uma estátua em sua homenagem, instalada em um parque em Havana. A escultura, feita em bronze, já foi atacada diversas vezes por vândalos.

42. Ícone da moda, o tênis All Star foi utilizado por personalidades como o ator James Dean, a Princesa Diana e o roqueiro Kurt Cobain. No mundo da música, o All Star é onipresente desde a década de 60: George Harrison usou um par preto no último show dos Beatles, em 1969.

43. A capa do álbum “The Abbey Road EP” (1988), da banda de rock Red Hot Chili Peppers, traz os músicos nus, apenas com meias cobrindo as partes íntimas, na famosa rua inglesa Abbey Road, eternizada pelos Beatles. A banda é apenas uma das várias que já homenagearam o álbum Abbey Road. O talentoso guitarrista norte-americano George Benson deu aos seus fãs a chance de descobrir o outro lado da Abbey Road, em “The Other Side of Abbey Road”, de 1969. São versões das músicas do disco dos Beatles, que foi lançado no mesmo ano. Já a capa do disco “Live Orchestration” (2006), do rapper Kanye West, tem um homem vestido de urso de pelúcia atravessando uma rua bastante parecida com a Abbey Road. O CD, ao vivo, foi gravado no mesmo estúdio usado pelos Beatles, com a participação de 300 fãs de West.


44. Em outubro de 2005, três cabeças de cera dos Beatles usadas para a capa do lendário disco “Sgt. Pepper’s Lonely Hearts Club Band” apareceram em um armazém do Museu de Madame Tussaud, em Londres, depois de quase 40 anos desaparecidas. A cabeça de Paul McCartney ainda está faltando. Esse disco foi o primeiro do mundo a vir com um encarte de fotos e letras das músicas. Ele foi produzido em 129 dias.

45. A primeira mulher de John Lennon, Cynthia Powell, publicou “John” em 2005, uma biografia sobre o cantor. Ela revelou que o Beatle era violento e tinha sérias crises de ciúme, durante as quais costumava agredi-la. Em um dos trechos da obra, conta que foi espancada pelo músico no banheiro da escola, porque foi vista dançando com um colega de classe. O casal ficou junto de 1962 a 1969, e teve um filho junto, Julian.


46. A universidade inglesa Liverpool Hope anunciou em 2009 a criação do mestrado “Os Beatles, a música pop e a sociedade”. A universidade pretende criar um curso acadêmico sério sobre a banda, enfocando sua enorme influência sobre a sociedade não só com sua música, mas também por meio  da moda.

47. Escrita pelo jornalista Philip Norman e lançada no Brasil em 2009, a biografia “John Lennon – A Vida” revira a trajetória pessoal do líder dos Beatles. Entre os detalhes sórdidos encontrados estão a atração sexual de Lennon pela própria mãe, evidências de sua bissexualidade, ciúmes crônicos das namoradas e participação em orgias.


48. Até 2012, os Beatles, empatados com a banda Pink Floyd, eram os músicos britânicos que haviam mantido um álbum no topo das paradas norte-americanas pelo maior tempo corrido (15 semanas). Em janeiro deste ano, o recorde foi batido pela cantora Adele, que conseguiu o feito por 16 semanas.

49. Adele bateu outro recorde dos Beatles. Até 2012, eles tinham sido os únicos a terem dois singles simultâneos entre os cinco primeiros das paradas britânicas. Adele conseguiu fazer isso com “Rolling in the deep” e “Someone like you”.

50. George Harrison, que nasceu em 25 de fevereiro de 1943, era o Beatle mais novo. Ringo Starr, de 7 de julho de 1940, é o mais velho.

Esta página contém links de afiliados. Ao fazer uma compra por um desses links, o Guia dos Curiosos recebe uma comissão e você não paga nada a mais por isso.

Artigos Relacionados

Orquestra de escola dinamarquesa faz concerto para vacas

Orquestra de escola dinamarquesa faz concerto para vacas

Vestidos com se estivessem indo mesmo para um concerto num grande teatro, os músicos pegam seus instrumentos todas as semanas e, sentados em bancos de feno, tocam lindas músicas clássicas para um rebanho de vacas. Os recitais são organizados pela Escola Escandinava de...

11 Comentários

11 Comentários

  1. Pagotto

    Muito bom!
    Mas um detalhe, segundo a biografia do Paul, quem escreveu Hey Jude foi ele (Paul) em homenagem ao filho do John, e primeiramente ele cantava Hey Jules (Julian).
    Abraços!

    Responder
  2. Bezerrinha

    Exatamente Pagotto , Paul escreveu a musica ao ver Julian trite em uma das gravações da banda !
    Uma curiosidade que quase ninguem comenta …, antes da morte de John , ele já aceitava a ideia de se reunir com os demais integrantes …uma pena !

    Responder
  3. Anna

    Na verdade Paul escreveu Hey Jude quando estava a caminho da casa de Cinthia , logo apos receber a noticia que John havia se separado , ele começou a cantarolar : Hey Julian , Não fique mal … Dai ele foi aperfeiçoando a musica e passou a ser Hey Jude.

    Responder
  4. Daniel

    Como Hey Jude pode tratar do ciúme de Julian em relação ao Sean, se a música é de 1968 e Sean nasceu em 1975? Como já foi dito, a música é uma tentativa de animar o Julian durante o processo de separação dos pais dele…

    Responder
  5. Dayane

    Na verdade Hey Jude foi escrita pelo Paul para o Jullian como foi dito acima, mas quando o John escutou adorou a musica mas eles decidiram mudar para Jude!

    Responder
  6. Ulian

    Amei todas essas curiosdades sobre os Beatles! Achei legal. Posso sugerir vocês fazerem um destes “50 Curiosidades” sobre a banda “The B-52’s”.
    Por exemplo:sabiam que o “The B-52’s” gravou um cover de Yoko Ono

    Responder
  7. clarissa

    na verdade quem escolheu o nome the beetles foi Stuart Sutcliffe .

    Responder
  8. Zap

    Nem gosto de Beatles mas essas curiosidades são legais.

    Responder
  9. Angel

    Isso mesmo! O nome da banda foi escolhido por Stutcliffe!
    E o nome foi aperfeicoado para “Beatles” por John Lennon…para informaçoes mais concretas leiam “The Beatles a história por trás de todas as canções”, de Steve Turner.

    Responder
  10. João

    A Rua Penny Lane, fica em Liverpool, e não em Londres.

    Responder
  11. José Carlos

    Não é rua. Penny Lane é um bairro de Liverpool…

    Responder

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Share This