Novo Livro O Guia dos Curiosos - Edição Fora de Série

Todas as pessoas na nota de 10 reais

9 de fevereiro de 2010

Nos comentários do post que fiz sobre as novas notas do Real, semana passada, o leitor Paulo Rodolfo perguntou os nomes de todas as pessoas que aparecem no verso da nota de 10 reais de plástico. Se você nunca reparou, clique na foto abaixo e perceba que, na parte de trás, aparecem 11 pessoas.

Real (R$) - Moeda Corrente do Brasil | Raha

Segundo a Casa da Moeda, as fotos foram colocadas na nota para representar o povo brasileiro. Lançada em comemoração aos 500 anos da chegada dos portugueses ao País, em 2000, essa cédula comemorativa começou a ser retirada de circulação em outubro de 2006 — e, hoje em dia, é muito difícil vê-la por aí.

Rose Machado, moradora da cidade de Seropédica, no Rio de Janeiro, foi escolhida para representar a figura da “cabocla”. Então com 16 anos, Rose era a segunda opção para aparecer na cédula. Uma garota que morava à beira do rio Amazonas era a principal concorrente — mas ,com a dificuldade de ir até lá para conseguir a autorização de uso da imagem, a equipe prefiriu ficar com a foto de Rose.


Representando o “homem do campo”, Cícero Lourenço da Silva foi o único fotografado a receber um cachê (800 reais). Natural de Bezerra (PE), na época da foto trabalhava como jardineiro em um condomínio de Atibaia, interior paulista. Ele emigrou para São Paulo em 1985, fugindo da seca nordestina.


O funcionário aposentado da Casa da Moeda Luiz Clóvis de Moura aparece na nota de 10 reais representando o “homem negro”.


Outro funcionário da Casa da Moeda foi escolhido para representar o “homem branco”: Amilton Monteiro Júnior. A escolha de vários trabalhadores da própria Casa da Moeda facilitou a questão dos direitos de imagem.


Maria Crivella Ramos
não era funcionária da Casa da Moeda, mas sobrinha de um. Na nota de 10 reais, ela representa a “mulher branca”.


A imagem de um casal de crianças negras que aparece na cédula foi retirada de um livro sobre o Quilombo dos Palmares. Não se sabe o nome delas.


Os dois índios que aparecem na nota de 10 reais fazem parte da Tribo dos Carajás. Esta imagem foi cedida pelo Museu do Índio, da Funai, que fica no Rio de Janeiro. A equipe do museu mantém um acervo audiovisual composto principalmente por documentos e fotos dos indígenas brasileiros.


Por último, o mestre-de-obras Ariosto Ribeiro Conceição, ao lado de sua vizinha, a menina Natália Guimarães dos Santos, compõem a imagem que representa a “família” na cédula. Na época, os dois moravam na cidade de Itaguaí (RJ), mas só se conheceram na hora da foto.

Esta página contém links de afiliados. Ao fazer uma compra por um desses links, o Guia dos Curiosos recebe uma comissão e você não paga nada a mais por isso.

Artigos Relacionados

Chefs e garçons formados em presídios

Chefs e garçons formados em presídios

Em 2009, o País de Gales iniciou um programa para capacitar presidiários nas funções de chef, garçons, cozinheiros e bartenders. Já são quatro restaurantes abertos em unidades prisionais. O projeto é chamado “The Clink Charity”. Um deles, veja só, o Brixton Clink,...

2 Comentários

2 Comentários

  1. Paulo Rodolfo

    Oi Marcelo, sou eu de novo. Queria agradecer por ter feito essa reportagem e por esclarecer essa duvida que os brasileiros tinham sobre essas pessoas. Muito obrigado mesmo.
    P.S Sempre escuto seus programs no radio. Mande uma abraço para Silvania Alves durante o programa. Não esquece hein.

    Responder
  2. Tatiana Notaro

    Marcelo, quando vc fala de Cícero Lourenço da Silva… creio que ele deva ser de Bezerros (assim, no masculino plural), uma cidade aqui do interior de PE.

    Responder

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Share This