Novo Livro O Guia dos Curiosos - Edição Fora de Série

Uma vergonha chamada “taxa de conveniência”

15 de agosto de 2010

Vai acontecer durante três dias de outubro na cidade de Itu, a 70 km de São Paulo, mais uma daquelas tentativas de se reeditar o Festival de Música de Woodstock. Os ingressos para o SWU (Starts With You) já estão à venda há um mês. E, mais uma vez, os consumidores são enganados com a vergonhosa “taxa de conveniência”. O site do evento traz o botão “Garanta o seu Ingresso”. Na cidade de São Paulo, o SWU apresenta 12 postos de venda. Há um único posto com venda sem taxa (um segundo funcionou por apenas nove dias) e outros onze (!!!) que cobram taxa de conveniência. Essa taxa nada mais é que uma forma disfarçada de ágio. É o cambista oficial. A conveniência é para quem vende, e não para quem compra.
Mas como funciona esse único posto do SWU sem taxa? Na quinta-feira passada, uma funcionária da loja Made in Brazil de Moema encerrou as vendas uma hora e meia antes do horário marcado no site (19h30) sem nenhum motivo justificado. Cerca de 30 jovens tiveram que voltar para casa sem os ingressos. Quem manda querer pagar o preço certo das coisas? Isto é para vocês aprenderem!
Eu mesmo fui vítima dessa roubalheira na semana passada. Resolvi comprar ingressos para o show de Adriana Partimpim no HSBC-Brasil (uma das piores casas de espetáculo do mundo). Fui até uma loja credenciada na Teodoro Sampaio, em Pinheiros. Enfrentei trânsito, perdi minha hora de almoço, paguei estacionamento e ainda tive que morrer com uma sobretaxa de 18% sobre o valor dos ingressos. Por três ingressos, paguei um adicional de 37 reais. Conveniência de quem mesmo?
A tradução de SWU é  “Começa com Você”. O Procon ou o Ministério Público poderiam se apropriar desse slogan, não?

Esta página contém links de afiliados. Ao fazer uma compra por um desses links, o Guia dos Curiosos recebe uma comissão e você não paga nada a mais por isso.

Artigos Relacionados

Chefs e garçons formados em presídios

Chefs e garçons formados em presídios

Em 2009, o País de Gales iniciou um programa para capacitar presidiários nas funções de chef, garçons, cozinheiros e bartenders. Já são quatro restaurantes abertos em unidades prisionais. O projeto é chamado “The Clink Charity”. Um deles, veja só, o Brixton Clink,...

15 Comentários

15 Comentários

  1. Antonio Mier

    É uma vergonha a taxa de conveniência, um assalto o preço do ingresso, uma extorsão o preço para consumir algo durante um show e um conforto de plataforma de Metrô na hora de pico.

    Responder
  2. Higor

    2 ingressos para o show do RUSH em SP: R$600,00
    Taxa de conveniência: R$120,00
    TOTAL: R$720,00
    20% de taxa de conveniência. Precisa tanto?
    O power-trio canadense que é o importante ganhará menos do que os responsáveis pela venda de ingressos! Alguma coisa está errada, não? Isto é BRASIL, cultura onde uma minoria explora ao máximo a maioria. Isso tem que mudar! Marcelo, ajuda a gente! Você tem os meios!!!
    Muito obrigado!

    Responder
  3. Carmency

    Ouvi seu comentário na rádio hoje cedo e queria concordar com duas coisas:
    1) taxa de conveniência é muito alta pelo nada que oferece. Assim, é como oficializar cambista mesmo e;
    2) O Espaço HSBC é simplesmente uma vergonha e deveria ser boicotado por todos. Aglomeram 6 pessoas onde só caberiam 2 confortavelmente. Você se planeja para uma noite agradável, se arruma todo, coloca seu melhor perfume e salto alto pra ficar esbarrando em alguém que você nem conhece. E em várias situações ainda de costas pro palco. Inadmissível !
    O Espaço HSBC é, sem sombra de dúvidas, o pior espaço para shows que já frequentei. E o dono do espaço, que está enchendo seus bolsos, não está nem aí para o bem-estar de seus frequentadores.
    Abraços, Carmency

    Responder
  4. Alessandra Fiorini

    Marcelo
    Também fui surpreendida por esta taxa de conveniência semana passada, com a empresa Ticketmaster / Tickets 4 Fun.
    Ao comprar pela Internet 2 ingressos para o show Bon Jovi, no valor de R$300,00 cada um, quase infartei ao ver no final da compra a “pequena” taxa de 20% – ou seja, incríveis R$ 120,00. O site explica a taxa de conveniência algo como “para aprimorar nossos serviços”. Concordo que há uma conveniência em comprar pela Internet, mas 20%?!
    Ao telefonar, ouvi que tb pelo telefone a taxa é cobrada, e o único local que não teria seria o Credicard Hall, próx à Pte Transamérica.
    Agora a pegadinha: Na bilheteria do Credicard Hall, sem a tal taxa, a informação era que os ingressos que nós queríamos (cadeira superior) estavam esgotados.
    Voltando para casa, novamente ao telefone e pela Internet, havia a disponibilidade para tais lugares.
    Concluo que, além de ser um absurdo, eles privilegiam/separam ingressos para locais/ptos de venda que cobram a taxa.
    Seria mais honesto dizer que, ao invés dos já caríssimos R$ 300,00, os ingressos na verdade custam R$ 360,00.
    Hoje, ao ouvir sua indignação na BandNews, fiz questão de vir escrever minha experiência.
    Pois é ou não é um cambista oficial?

    Responder
  5. Leonor

    Também acho um absurdo a taxa de conveniência. Não tem conveniência nenhuma. Para pagar R$ 240 a mais em 4 ingressos do Bon Jovi meus amigos ficaram acordados de madrugada para conseguir comprar. Falta de respeito.

    Responder
  6. Antonio Mier

    Se vc não pagar a taxa de conveniência, esqueça comprar os melhores lugares. SEMPRE estarão esgotados…e isso em QUALQUER tipo de evento !!!
    Quem tem a ilusão ou esperança de assistir algum jogo (de primeira linha) da copa 2014 no Brasil, é bom ir poupando…afinal, alguém vai ter que pagar o superfaturamento das obras !!!

    Responder
  7. Luis Felipe

    Tá, é um absurdo. Mas esse é um serviço opcional não é? Acho que tem algumas bilheterias que não cobram a taxa de conveniência. Isso só é cobrado em postos de venda de empresas tercerizadas.
    Como tenho disponibilidade de horário cheguei cedo na biolheteria e comprei o meu! INCUBUS garantido!!

    Responder
  8. Marco

    Moro em Salvador e acabei de comprar 01 Pista Premium pros Cranberries em Fortaleza no site da TicketsForFun.
    Valor do ingresso: R$ 360,00
    Valor da taxa: R$ 52,00
    A sensação que tenho é a de ter sido roubado.

    Responder
  9. Maria Carolina

    De fato, é um abuso essa taxa de conveniência.
    Não se justifica mesmo, é o comerciante repassando custos indevidos pra o consumidor… como sempre.

    Responder
  10. Fernanda

    E essa taxa que não é nada conveniente, é cobrada em cima do valor integral do ingresso, vc paga meia + a taxa sob o valor integral…

    Responder
  11. rafael

    também concordo que as taxas são altíssima porém fazendo o papel de advogado do diabo vejamos, 5% vai para a operadora de cartão de crédito outros 8% pelo menos vai pro leão do imposto de renda mais gastos administrativos eu acho que no final das contas o site fica com uns 5 a 7 % apenas. Abusivo para mim é a taxa que as operadoras de cartão cobram dos lojistas e o imposto de renda que não brinca!

    Responder
  12. victor hugo

    Taxa de Conveniência só é conveniente à eles,porque comprando pela internet eles não tem gasto com;o funcionário que nos atende,luz,aluguel da loja no shopping,etc…
    eu acho que venderiam muito mais se não existisse esse roubo sem fundamento…..!!!

    Responder
  13. Luís Felipe

    O mais absurdo na taxa de conveniência é que ela é cobrada como porcentagem do valor do ingresso… Num show que custa R$120,00 será de R$24,00 e para shows de R$400,00 ela será de R$80,00. Ou seja, para shows diferentes eles ganham valores diferentes pelo mesmíssimo serviço!

    Responder

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Share This