Novo Livro O Guia dos Curiosos - Edição Fora de Série

O dinheiro brasileiro que sumiu

4 de fevereiro de 2010

Ontem o Banco Central divulgou a imagem das novas cédulas de Real. As primeiras a circular serão as de 50 e 100 reais, já a partir de julho deste ano. A substituição completa das notas só se dará em 2014. Logo que as fotos começaram a circular pela internet, um monte de gente no Twitter ficou se perguntando: “Cadê a nota de 1 real?”.

5 curiosidades sobre o Real - TecMundo
As notas de 1 real deixaram de circular em 2005. Na época, o Banco Central aumentou a circulação das moedas de 1 real, para que suprissem a falta das cédulas. Eram 174,2 milhões de reais em notas contra 1 bilhão de reais em moedinhas. Havia, porém, um grande revés: o preço de produção das moedas. Feitas de alpaca e aço revestido de bronze, cada uma custava 24 centavos para ser produzida. As notas de 1 real, por sua vez, saíam por metade desse valor. Apesar disso, o BC argumentou que as moedinhas duravam cerca de 30 anos, enquanto as notas de papel aguentavam apenas 11 anos no mercado. A instituição também argumentou que as moedas são mais higiênicas que as notas, principalmente as de 1 real, que trocavam muito de dono.

Quer ver outro dinheiro que sumiu? A moedinha de 1 centavo. Cada uma custava 9 centavos de real para ser produzida pela Casa da Moeda. E, no final das contas, o brasileiro não dava muita importância para as pequeninas, que acabavam renegadas no fundo de alguma gaveta. Em 2004, o Banco Central decidiu parar de produzi-la, embora ela continue circulando.

Mais um caso de sumiço monetário? Em 2000, a Casa da Moeda começou a importar 250 milhões de notas de plástico de 10 reais, diretamente da Austrália. Com a efígie de Pedro Álvares Cabral, a cédula foi lançada oficialmente em 22 de abril de 2000, data que marcou os 500 anos da chegada dos portugueses ao Brasil. Ainda em 2000, no mês de novembro, o design da nota teve pequenas modificações. Seis anos após o lançamento das cédulas, em outubro de 2006, o Banco Central começou a tirar de circulação as notas de plástico. A justificativa é que elas não caíram no gosto popular (será?) e que os bancos (quem, de fato, manda no país) tinham dificuldade em adequar seus equipamento à contagem de notas de plástico.

Esta página contém links de afiliados. Ao fazer uma compra por um desses links, o Guia dos Curiosos recebe uma comissão e você não paga nada a mais por isso.

Artigos Relacionados

O taxista mais curioso do Brasil

O taxista mais curioso do Brasil

O "É Brasil que Não Acaba Mais" apresenta Mauro Castro, taxista em Porto Alegre há 35 anos. Ele criou o projeto "Taxitramas" em 2003. Começou escrevendo uma coluna para o jornal "Diário Gaúcho". As colunas foram parar em livros a partir de 2006.  Ele acaba de lançar o...

Iceberg machuca visitantes do Museu Titanic

Iceberg machuca visitantes do Museu Titanic

Três visitantes ficaram feridos na noite de 2 de agosto depois que a parede de um iceberg cenográfico despencou em cima deles. O curioso é que o tal iceberg fica num museu temático dedicado ao naufrágio do transatlântico Titanic. O Titanic Museum Attraction fica em...

16 Comentários

16 Comentários

  1. Ahe

    Realmente não faz muita diferença o tipo da cédula, o valor é o mesmo e tal, mas as de 10 reais de plástico pareciam “estranhas” no ninho.
    Acho que o material diferente deveria ser usado para outro valor de nota, tipo 200 ou 500 reais, para dizer que é uma especial =)
    Já com moeda no lugar de cédula de 1 real é mais prático.

    Responder
  2. Leo

    Eu gostava da nota de plástico. Era prática de levar à praia. Só colocar no bolso, fechar o velcro e entrar no mar.

    Responder
  3. Fulvio M. Camargo

    Ia comentar exatamente isso. A nota de plástico não molhava. Se bem que se você comprasse algo, o troco ia estar sujeito a se molhar de qualquer jeito.
    Essas notas novas são de tamanhos diferentes! Isso não atrapalha as a contagem automática nos bancos também? Só quero ver na carteira, como vão ficar organizadas…

    Responder
  4. Antonio Mier

    Uma nota que anda SUMIDA da carteira de muitos brasileiros é a “GAROUPA” – nota de R$ 100.
    Parece que ela mudou de habitat…anda sendo encontrada em cuecas !

    Responder
    • Rafael Nize

      É verdade ! Acho que a nota de 100 deveria ser a menor assim caberiam muito mais delas na cueca de deputados, senadores…

      Responder
  5. ROGÉRIO COSTA

    PUTZS QUE LEGAL, SERÁ QUE TEREMOS PARA CADA TAMANHO DE CÉDULAS, UMA CARTEIRA PROPORCIONAL AO TAMANHO, A MINHA SERÁ PEQUENA PELO O QUE EU ESTOU VENDO!!!!!

    Responder
  6. Paulo Rodolfo

    Marcelo , queria que vc fize- se uma reportagem sobre quem é as pessoas que estão na nota de 10 reais de plastico.
    Resposta de MARCELO DUARTE: Paulo, está é bastante fácil. Já tenho os nomes de todas. Vou publicar no blog na semana que vem. Abraços.

    Responder
  7. marcio marques

    Porquê nâo existe caixas eletronicos, com notas de 100 reais?

    Responder
  8. Augusto Lins

    Gostaria de saber de realmente há necessidade da troca das notas, pois pelo pouco que entendo isto só faz com que o Brasil gaste mais dinheiro com as substituições, não vejo esta necessida, mais como no Brasil tudo se faz para que haja gastança tai um bom motivo.

    Responder
  9. Andréia Ramos

    olá Marcelo, vi a divulgaçao das novas cédulas de Real, gostaria que fize-se uma reportagem sobre a historia do dinheiro brasileiro, todas que já passaram nesses quinhentos anos de Brasil, e tambem gostaria que respondesse sobre uma curiosidade:
    “onde fica a casa da moeda???
    um abraço de sua fã!
    bjooos

    Responder
  10. Francisco Lima

    prá mim tanto faz essas porcarias não tem valor mesmo.

    Responder
  11. Douglas

    Será se os caixas eletrônicos atuais vão suportar essas novas cédulas? tenho saudades das notas de 10 reais de plástico.

    Responder
  12. Alcides Gorgatti Junior

    Ah, eu acredito que a inovação foi ótima, pena que não tenha avançado com mais tecnologia. Aguardo que novas alterações venham a ser alcançadas com o tempo.

    Responder
  13. Anônimo

    Eu gostava deles de 1 centavo de 10 reias de plástico

    Responder
  14. Cintia

    Quero saber porque não encontramos as cédulas de 500,00 reais de 1994 na internet. Nessa época eu era caixa de uma instituição financeira, na agência trabalhávamos com essa nota, de cor meio arroxeada, era difícil trocá-la. Hoje, quando menciono que trabalhei com essa nota, ninguém acredita que existiu; e não tenho como provar pois não encontro fotos de cédulas reais na internet.

    Responder
  15. Anônimo

    Gosto dela em moeda melhorou bastante no mercado

    Responder

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Share This