Egito ganha o primeiro restaurante com vista para as pirâmides

27 de outubro de 2020
Um restaurante com vista para a Grande Pirâmide de Gizé e a Grande Esfinge, no Egito, acaba de abrir as portas. “Abrir as portas” é força de expressão, já que ele é totalmente a céu aberto. Sua inauguração é uma das medidas tomadas pelo governo do Egito para a retomada do turismo local.  O setor de turismo egípcio tem relatado perdas mensais de cerca de 1 bilhão de dólares desde março, início do isolamento social, causado pela pandemia de Covid-19. As instalações do restaurante podem ser desmontadas e remontadas facilmente, atendendo pedido da Unesco (Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura), que classificou as pirâmides como patrimônio histórico mundial.

 

 

As especialidades da casa são o shish taouk (espetinhos de frango), os kebabs e as mezzes (que chamamos no Brasil de entradas ou aperitivos).

 

Existem 138 pirâmides remanescentes do Antigo e Médio Império Egípcio, muitas delas não conservadas. A maior parte delas era considerada templos mortuários para os faraós e suas concubinas. A Grande Pirâmide de Gizé, também conhecida como Pirâmide de Quéops, é a mais antiga e a maior das três pirâmides na Necrópole de Gizé. É a mais antiga das Sete Maravilhas do Mundo Antigo e a única a permanecer em grande parte intacta.

 

Mostafa Waziri, Secretário-Geral do Conselho Supremo de Antiguidades do Egito, descreve o 9 Pyramids Lounge como o “restaurante com uma visão panorâmica que não pode ser igualada em nenhum lugar do mundo”. Waziri relata que uma das maiores reclamações dos turistas era a falta de serviços especiais na região. Haverá agora também uma frota de ônibus elétricos circulando entre as pirâmides.

Para o próximo ano, está prometida também a inauguração do Grande Museu Egípcio, que será o maior museu arqueológico do mundo. Ele ficará a 2 quilômetros de distância do novo restaurante.

 

 

Leia mais:

Artigos Relacionados

Lanchonete em Moscou faz homenagem a Stálin e se dá mal

Lanchonete em Moscou faz homenagem a Stálin e se dá mal

Uma lanchonete de fast food, especializada em kebabs, em Moscou atendeu 200 clientes já no primeiro dia, na semana do Ano Novo. Mas não abriu mais as portas depois disso. O dono, Stanislav Voltman, de 27 anos, batizou seu negócio com o nome de Stálin, ditador...

0 Comentários

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Share This