Novo Livro O Guia dos Curiosos - Edição Fora de Série

A passagem do Jack in the Box pelo Brasil deixou poucos registros

6 de agosto de 2014

Antes da Era McDonald’s e Burger King, São Paulo teve outro fast-food americano que fez história – mas que deixou pouquíssimos registros. A lanchonete Jack in the Box foi fundada em San Diego, na Califórnia, Estados Unidos, em 1951, pelo empresário Robert Oscar Peterson. O nome faz uma referência ao palhacinho que sai de surpresa de uma caixa de brinquedo. A primeira loja paulistana é do início da década de 70 (não há informações sobre o ano exato). “Sei que já frequentava a loja da Brigadeiro Luís Antônio em 1973”, recorda-se Bernardo Wu, hoje com 61 anos. Além do endereço da Brigadeiro, existiam outras seis unidades espalhadas pela capital:  Augusta, Sete de Abril, Dr. Vila Nova, Washington Luiz, Alagoas, Joaquim Floriano e Praça Panamericana. Frequentei muito a loja da Brigadeiro também. Meu lanche preferido era o “Califórnia” – presunto, queijo e ovo frito, num pão de hambúrguer, que vinha embrulhado num papel alumínio.

“Trabalhava seis horas por dia na lanchonete da Augusta”, conta Nelson Borges Machado, que ocupou a função de chapeiro do Jack in the Box em 1979. Hoje, aos 53 anos, lembra com detalhes do emprego: “Fazia 90 hambúrgueres ao mesmo tempo. Os produtos mais vendidos eram os tacos mexicanos e as bombas de chocolate. A loja da Brigadeiro era maior. Tinha cerca de 50 mesas, o dobro da nossa”. O único detalhe que o incomodava era o uniforme: calça azul, camisa vermelha xadrez, quepe azul com detalhes em vermelho. “Era terrível ter que vestir aquilo”, resmunga Nelson. Ele fala ainda de um manual de comportamento que recebeu assim que começou a trabalhar na lanchonete: “Instruía as meninas a usarem pouca maquiagem e os rapazes precisavam estar sempre com a barba feita”, conta.

A fabricante de ração Purina, que chegou ao Brasil em 1967, foi a primeira detentora da marca Jack in The Box no país. Depois, a franquia passou a ser comandada pelos sócios da Drogaria São Paulo. A reportagem do Blog São Paulo para Curiosos fez contato com responsáveis pelas empresas. “O fato de a empresa não ser da Nestlé nessa época me impossibilita de ajudá-lo”, respondeu Daniel Brasil, assessor da empresa do ramo alimentício, que comprou a Purina em 2001. A Drogaria São Paulo informou, via assessoria de imprensa, que não gostaria de participar da reportagem. Ou seja: mais percalços para conseguir informações.

“Hoje as pessoas saem e vão a vários lugares”, diz o representante comercial Paulo Aoki, 50 anos, que frequentava as unidades da Praça Panamericana e da Brigadeiro. “Naquela época, não. A gente se reunia só para ir ao Jack. Estávamos no colegial, todos eram menores de idade,  íamos de ônibus”. A orientadora pedagógica da Escola de Aplicação da Universidade de São Paulo (USP), Marlene Isepe, 47 anos, ainda sabe cantarolar o slogan: “Ainda bem que tem o Jack… Jack in the Box”.

Os irmãos Cleber e Wellington Romano ajudavam os pais a cuidar da floricultura da Praça Panamericana, que pertence à família até hoje. “Abrimos no comecinho da década de 80, junto com aquela unidade do Jack”, narra o caçula Cleber, explicando que já existia na praça o restaurante Well’s, que pertencia ao grupo Pão de Açúcar. Para fazer frente ao Jack, o Well’s  inaugurou o Well’s Burger. “Para chamar a atenção dos fregueses,  o Jack colocou um hambúrguer inflável gigante na porta”, conta. “Ficou exposto durante uns 20 dias. Até que choveu e o artifício de 4 metros de altura por uns 6 de largura saiu voando e acabou caindo no telhado do restaurante Senzala, que era vizinho”.


Wellington perdeu as contas de quantas vezes comeu na lanchonete. “As cores amarela e laranja nas paredes e as cadeiras acolchoadas me chamavam atenção”, descreve. “Quando fui lá pela primeira vez, imaginei que fosse uma lanchonete de luxo, mas depois percebi que era apenas o padrão da loja”. A unidade da Panamericana ficou conhecida como ponto de encontro de corredores. Em 1984, o Jack patrocinou um evento de rali, que teve sua largada em frente à loja. “Correram Monzas, Brasílias, Chevettes e até alguns Fuscas”, conta Wellington. “Um cara perdeu o controle de um Monza Hatch e atropelou uma menina de 6 anos. Levantamos o carro com as mãos. Por sorte, não aconteceu nada de mais grave”.

O acidente também começou a marcar o fim da franquia em São Paulo. Em 1988, o Jack in the Box vendeu todos os seus restaurantes à rede carioca Bob’s. O principal fator apontado para a saída do mercado foi o aumento da concorrência no segmento de fast-food.  O McDonald’s havia desembarcado no país com um plano de expansão bastante agressivo. Em 1981, já tinha sua primeira loja aberta em São Paulo, na Avenida Paulista. A Bob’s, fundada em 1952, viu a compra como uma grande chance de entrar no mercado de São Paulo – em 1972, a franquia passou para as mãos de empresários do Guarujá, no litoral paulista.

 

Hoje, a Jack in The Box possuiu 2.100 lojas espalhadas pelos Estados Unidos, emprega quase 30 mil funcionários e atende cerca de 500 milhões de clientes por ano. No entanto, a rede preferiu não abrir franquias em nenhum outro país. “Até hoje, o Jack é importante para mim”, confessa o ex-chapeiro Nelson. “A metodologia de trabalho padronizado era novidade na época”, completa ele, garantindo usar os aprendizados em sua empresa de tecnologia, em Belo Horizonte, onde reside atualmente.

Vamos fazer um texto colaborativo: você trabalhou ou lembra de histórias do Jack in The Box? Tem fotos? Deixe uma mensagem nos comentários e entraremos em contato com você.

Esta página contém links de afiliados. Ao fazer uma compra por um desses links, o Guia dos Curiosos recebe uma comissão e você não paga nada a mais por isso.

Artigos Relacionados

136 Comentários

136 Comentários

  1. Badu

    olá!
    Aqui em Campinas também tinha uma Jack.Na esquina da Barão de Itapura com Avenida Brasil. Bons tempos!! Hoje no mesmo local está o Habib’s!
    Legal lembrar…
    Abraços

    Responder
  2. Badu

    olá!
    Aqui em Campinas também tinha uma Jack.Na esquina da Barão de Itapura com Avenida Brasil. Bons tempos!! Hoje no mesmo local está o Habib’s!
    Legal lembrar…
    Abraços

    Responder
  3. Luis

    Alguém sabe a receita do hamburger calabresa ? Me lembro que tinha uma quiejo e um molho deliciosos, como nunca mais provei em nenhuma outra lanchonete…

    Responder
  4. Luis

    Alguém sabe a receita do hamburger calabresa ? Me lembro que tinha uma quiejo e um molho deliciosos, como nunca mais provei em nenhuma outra lanchonete…

    Responder
  5. Ruth Bianquezi

    Luis, esse tambem era meu lanche preferido nossa uma verdadeira delicia mesmo, o mais aproximado que experimentei foi o lanhe de calabresa da lanchonete gaucha chamada Laça Burguer. Eu trabalhei nesta lanchonete em 1985.

    Responder
  6. Ruth Bianquezi

    Luis, esse tambem era meu lanche preferido nossa uma verdadeira delicia mesmo, o mais aproximado que experimentei foi o lanhe de calabresa da lanchonete gaucha chamada Laça Burguer. Eu trabalhei nesta lanchonete em 1985.

    Responder
  7. Carlos Alexandre

    EU GOSTARIA DE TER UMA JACK IN THE BOX NO RIO DE JANEIRO ! SERIA POSSÍVEL ??? ENFIM FICO NO AGUARDO ANSIOSAMENTE .
    OBRIGADO.

    Responder
  8. Carlos Alexandre

    EU GOSTARIA DE TER UMA JACK IN THE BOX NO RIO DE JANEIRO ! SERIA POSSÍVEL ??? ENFIM FICO NO AGUARDO ANSIOSAMENTE .
    OBRIGADO.

    Responder
  9. Afonso

    Estou nos Estados Unidos, experimentei diversas lanchonetes e de longe o jack in the box é o melhor. Supera in & out, Wendy’s, MC Donalds, BK e Denny’s. Incrível não termos no Brasil. Vai dar saudade dos lanches, da batata e dos milkshakes que até de sabores tradicionais são maravilhosos.

    Responder
  10. Afonso

    Estou nos Estados Unidos, experimentei diversas lanchonetes e de longe o jack in the box é o melhor. Supera in & out, Wendy’s, MC Donalds, BK e Denny’s. Incrível não termos no Brasil. Vai dar saudade dos lanches, da batata e dos milkshakes que até de sabores tradicionais são maravilhosos.

    Responder
  11. nelson

    Volta Jack por favor era o melhor lanche e o único taco mexicano que tinha um sabor inesquecível e o califórnia jack Huhuhu o melhor

    Responder
  12. nelson

    Volta Jack por favor era o melhor lanche e o único taco mexicano que tinha um sabor inesquecível e o califórnia jack Huhuhu o melhor

    Responder
  13. Samuel

    Meu pai adorava o sanduba de calabresa. Iamos muito na avenida bandeirantes onde hoje eh um posto ipiranga em frete a um McDonalds. Eu lembro de um concurso para criar pranchas de surf. As lojas distribuiam uma folha impressa com o lay out de uma prancha frente e verso. Era um padrao muito bom de sanduiches e de cardapio. Na epoca, a superioridade do jack era infinita e o well’s era o que chegava perto mas tinha uma proposta mais cara. O Mc tinha o picles que nao podia ser tirado do sanduiche e as embalagens eram de isopor. O bobs continua horrivel ate hoje. Quem conheceu o Jack in the box nunca esqueceu…. Sem duvida.

    Responder
  14. Samuel

    Meu pai adorava o sanduba de calabresa. Iamos muito na avenida bandeirantes onde hoje eh um posto ipiranga em frete a um McDonalds. Eu lembro de um concurso para criar pranchas de surf. As lojas distribuiam uma folha impressa com o lay out de uma prancha frente e verso. Era um padrao muito bom de sanduiches e de cardapio. Na epoca, a superioridade do jack era infinita e o well’s era o que chegava perto mas tinha uma proposta mais cara. O Mc tinha o picles que nao podia ser tirado do sanduiche e as embalagens eram de isopor. O bobs continua horrivel ate hoje. Quem conheceu o Jack in the box nunca esqueceu…. Sem duvida.

    Responder
  15. Eduardo

    Eu adorava o sirius Jach que tinha peito de perú, alface, tomate, queijo e um molho delicioso, tudo dentro de um pão sírio…
    saudades!

    Responder
  16. Eduardo

    Eu adorava o sirius Jach que tinha peito de perú, alface, tomate, queijo e um molho delicioso, tudo dentro de um pão sírio…
    saudades!

    Responder
  17. rubens

    jumbo jack ér ameu preferido. na época eu office boy sempre comia na 7 de abril. inesquecível, sobretudo o embrulho no papel aluminio enfeitado. mac don. não chega aos pés daquele hamburger.

    Responder
  18. rubens

    jumbo jack ér ameu preferido. na época eu office boy sempre comia na 7 de abril. inesquecível, sobretudo o embrulho no papel aluminio enfeitado. mac don. não chega aos pés daquele hamburger.

    Responder
  19. Meire

    Eu trabalhei no jack in the box em campinas, entrei 1985 e sair 1987 pedi as contas devido o horário, se alguém souber o número cnpj por favor.

    Responder
  20. Meire

    Eu trabalhei no jack in the box em campinas, entrei 1985 e sair 1987 pedi as contas devido o horário, se alguém souber o número cnpj por favor.

    Responder
  21. Jacqueline

    Eu adorava o taco mexicano, do Jack in the box, da av. Bandeirantes. Isso até 1981. Pena que não tem mais. Ainda consigo sentir o sabor daquele taco.

    Responder
  22. Jacqueline

    Eu adorava o taco mexicano, do Jack in the box, da av. Bandeirantes. Isso até 1981. Pena que não tem mais. Ainda consigo sentir o sabor daquele taco.

    Responder
  23. ARI NUNES

    boa tarde Marcelo eu comecei a trabalhar no jack em 1981 e trabalhei ate 1992 quando o bobs comprou o jack comecei a trabalhar de atendente passei para chapeiro I II e III depois trabalhei de caixa fui promovido para encarregado depois sub gerente onde trabalhei em todas lojas praça panamericana onde iniciei fiquei 8 anos alameda dos maracatins trabalhei 3 anos avenida sumare 2 anos Joaquim Floriano 1 ano e brigadeiro luis antonio 2 anos onde o gerente era o heitor
    saudades dos velhos tempos agora não tem mais a comunidade que tinha no orkut mas é bom ter alguém que lembre eu me lembro de todos os lances ate hoje faço em casa o california e o frango jack lembra a bomba de chocolate era da valli chocolares e o milk shak

    Responder
    • Jaime

      Ari temos um grupo de amigos q trabalharam no Jack mais na época do Bobs tenha quase certeza q trabalhei com vc
      Me chama no whats 11 94498-1801

      Responder
  24. ARI NUNES

    boa tarde Marcelo eu comecei a trabalhar no jack em 1981 e trabalhei ate 1992 quando o bobs comprou o jack comecei a trabalhar de atendente passei para chapeiro I II e III depois trabalhei de caixa fui promovido para encarregado depois sub gerente onde trabalhei em todas lojas praça panamericana onde iniciei fiquei 8 anos alameda dos maracatins trabalhei 3 anos avenida sumare 2 anos Joaquim Floriano 1 ano e brigadeiro luis antonio 2 anos onde o gerente era o heitor
    saudades dos velhos tempos agora não tem mais a comunidade que tinha no orkut mas é bom ter alguém que lembre eu me lembro de todos os lances ate hoje faço em casa o california e o frango jack lembra a bomba de chocolate era da valli chocolares e o milk shak

    Responder
  25. Fernanda Klink

    Amava o Jack in the Box, o taco e o Jumbo Jack eram invencíveis. Tenho até hoje um hambúrguer em formato de sanduíche do Jack, se precisar posso fotografar. Depois morei em 98 em San Diego onde só comia no Jack, matei a saudade. Adoraria que tivesse aqui nonovamente.

    Responder
  26. Fernanda Klink

    Amava o Jack in the Box, o taco e o Jumbo Jack eram invencíveis. Tenho até hoje um hambúrguer em formato de sanduíche do Jack, se precisar posso fotografar. Depois morei em 98 em San Diego onde só comia no Jack, matei a saudade. Adoraria que tivesse aqui nonovamente.

    Responder
  27. Fernanda Klink

    Escrevi errado, uma borracha de apagar em formato de sanduíche do Jack

    Responder
  28. Fernanda Klink

    Escrevi errado, uma borracha de apagar em formato de sanduíche do Jack

    Responder
  29. Maurício Máximo Parreira

    Eu tinha 16 anos e trabalhava na Agência Bradesco da Pça. Panamericana e sempre lanchava no JACK. Era muito bom aquele tempo, Jack era um point e o glamour da Pça., da City Pinheiros e os seus assíduos frequentadores! Muitas saudades de tudo e de todos!
    Maurício Parreira, 53 , atualmente residindo em Araçatuba/SP

    Responder
  30. Maurício Máximo Parreira

    Eu tinha 16 anos e trabalhava na Agência Bradesco da Pça. Panamericana e sempre lanchava no JACK. Era muito bom aquele tempo, Jack era um point e o glamour da Pça., da City Pinheiros e os seus assíduos frequentadores! Muitas saudades de tudo e de todos!
    Maurício Parreira, 53 , atualmente residindo em Araçatuba/SP

    Responder
  31. alysson chaves

    Morei em dallas e adorava os sanduíches. Do Jack, quem sabe Pode chegar no brasil!!

    Responder
  32. alysson chaves

    Morei em dallas e adorava os sanduíches. Do Jack, quem sabe Pode chegar no brasil!!

    Responder
  33. Luiz

    Minha irmã se mudou de BH para Uberlândia nos anos 80. E me lembro de ter uma Jack in the box em uma esquina do centro da cidade em alguma época nebulosa na memória que vai de 85 a 89… Eu era um adolescente despreocupado na epoca e ela era mae atarefada de duas criancas! Entao nenhum dos dois tem muita certeza sobre essa historia! Hehehhe!!
    Alguém de Uberlândia mesmo, que possa confirmar?

    Responder
  34. Luiz

    Minha irmã se mudou de BH para Uberlândia nos anos 80. E me lembro de ter uma Jack in the box em uma esquina do centro da cidade em alguma época nebulosa na memória que vai de 85 a 89… Eu era um adolescente despreocupado na epoca e ela era mae atarefada de duas criancas! Entao nenhum dos dois tem muita certeza sobre essa historia! Hehehhe!!
    Alguém de Uberlândia mesmo, que possa confirmar?

    Responder
  35. Afonso

    Trabalhei no Jumbo-Eletro da Brigadeiro, e ia de vez em quando no Jack que era praticamente vizinho, isso em 1976, bons tempos aqueles.

    Responder
  36. Afonso

    Trabalhei no Jumbo-Eletro da Brigadeiro, e ia de vez em quando no Jack que era praticamente vizinho, isso em 1976, bons tempos aqueles.

    Responder
  37. Silvio luiz

    Era muito bom e ficava na av.Bandeirantes. comi muito nos anos 80.

    Responder
  38. Silvio luiz

    Era muito bom e ficava na av.Bandeirantes. comi muito nos anos 80.

    Responder
  39. marcelo

    aqui em campinas foi inaugurado numa terça feira em 85 e virou um verdadeiro point. Distriuiram em alguns colégios uns cartões promocionais de desconto, tipo compre 4 pague 1. Hoje no lugar do jack abriu um habibbs mas o prédio nada mudou…batia cartão lá todo sábado a noite mas minhã mãe deixava eu ficar lá c amigos só até 21 30hrs ,,,,muita saudade

    Responder
  40. marcelo

    aqui em campinas foi inaugurado numa terça feira em 85 e virou um verdadeiro point. Distriuiram em alguns colégios uns cartões promocionais de desconto, tipo compre 4 pague 1. Hoje no lugar do jack abriu um habibbs mas o prédio nada mudou…batia cartão lá todo sábado a noite mas minhã mãe deixava eu ficar lá c amigos só até 21 30hrs ,,,,muita saudade

    Responder
  41. Lisias Reis

    Ari Nunes, manda a receita do Califórnia Jack…principalmente do molho que era ótimo!!

    Responder
  42. Lisias Reis

    Ari Nunes, manda a receita do Califórnia Jack…principalmente do molho que era ótimo!!

    Responder
  43. Marisa Cristina

    Eu sempre dava uma escapada, só para ir comer o taco mexicano do Jack da Av dos Bandeirantes… era simplesmente maravilhoso!!!

    Responder
  44. Marisa Cristina

    Eu sempre dava uma escapada, só para ir comer o taco mexicano do Jack da Av dos Bandeirantes… era simplesmente maravilhoso!!!

    Responder
  45. Renato Stefani

    Para mim sem dúvida o Jack foi e sempre será a melhor rede de lanchonetes do Brasil !! Seus lanches inesquecíveis, sua decoração e acomodações sempre muito limpas e bem cuidadas e principalmente seu Jumbo Trio, com o maravilhoso Taco de entrada e a maravilhosa bomba de chocolate de sobremesa !!! Deveria voltar sim para o Brasil que com certeza seria um sucesso total !!

    Responder
  46. Renato Stefani

    Para mim sem dúvida o Jack foi e sempre será a melhor rede de lanchonetes do Brasil !! Seus lanches inesquecíveis, sua decoração e acomodações sempre muito limpas e bem cuidadas e principalmente seu Jumbo Trio, com o maravilhoso Taco de entrada e a maravilhosa bomba de chocolate de sobremesa !!! Deveria voltar sim para o Brasil que com certeza seria um sucesso total !!

    Responder
  47. Rosvaldo

    Ainda bem que tem o Jack, Jack in the box!

    Responder
  48. Rosvaldo

    Ainda bem que tem o Jack, Jack in the box!

    Responder
  49. Maraldo MazzinI

    Sempre que podia fugia para Av.dos Bandeiranres preferido Jumbo Trio e Taco de entrada.
    Obs.Sempre bastante limpo.SAUDADE DEVE VOLTAR.

    Responder
  50. Maraldo MazzinI

    Sempre que podia fugia para Av.dos Bandeiranres preferido Jumbo Trio e Taco de entrada.
    Obs.Sempre bastante limpo.SAUDADE DEVE VOLTAR.

    Responder
  51. Walton

    Conheci o Jack entre 1979 e 1981, o da Pça Panamericana. Eu trabalhava na Lapa e saíamos de lá para comer o sanduba na Panamericana……Não sou um apaixonado por sanduiches(nunca fui), mas a variedade e o sabor dos de lá são inesquecíveis!!! Boa lembrança de todos!

    Responder
  52. Walton

    Conheci o Jack entre 1979 e 1981, o da Pça Panamericana. Eu trabalhava na Lapa e saíamos de lá para comer o sanduba na Panamericana……Não sou um apaixonado por sanduiches(nunca fui), mas a variedade e o sabor dos de lá são inesquecíveis!!! Boa lembrança de todos!

    Responder
  53. William Lopes

    Nos anos 1980, eu morei no bairro de Pinheiros e estudei no colégio Fernão Dias Paes. Os primeiros anos da década foram marcados por “fugidas” do colégio para ir tomar sorvete de massa no Caramba da Av. Pedroso de Morais, para passear no Shopping Iguatemi – que naquele tempo não tinha o luxo de hoje, era “mais classe média”, tinha salões de jogos, muitas salas de cinemas que passavam filmes para o público adolescente e era ponto de paquera da molecada – e principalmente para comer no Jack In The Box da Pça. Panamericana. O Jack tinha um ambiente que remetia muito às lanchonetes que víamos nos filmes americanos. Mas o que nos atraia mesmo era a comida. Pode ser apenas nostalgia comprometendo a objetividade no julgamento, mas creio nunca mais ter comido um hambúrguer tão bom quanto aquele feito no Jack In The Box. E mais gostosos ainda eram os tacos: o sabor do recheio e a firmeza das tortilhas de milho, não encontrei nada que se comparasse até hoje. Os hambúrgueres vinham embrulhados em papel alumínio para manter a quentura. Até as batatas fritas e o copo de refrigerante eram diferentes. Tudo era muito saboroso no Jack In The Box. Depois veio a estúpida Era McDonald’s, com seus hambúrgueres “feitos de carne de minhoca”, como se dizia na época, até hoje um boato que não foi satisfatoriamente rechaçado ou esclarecido. A década de 1980 em Pinheiros foi marcada pelo Jack In The Box da Pça. Panamericana. Hoje estão na moda as hamburguerias artesanais – muito poucas, na verdade, são boas -, mas naquele tempo, ou você comia no Jack In The Box ou comia hambúrguer Sadia na padaria, o que era trash.

    Responder
  54. William Lopes

    Nos anos 1980, eu morei no bairro de Pinheiros e estudei no colégio Fernão Dias Paes. Os primeiros anos da década foram marcados por “fugidas” do colégio para ir tomar sorvete de massa no Caramba da Av. Pedroso de Morais, para passear no Shopping Iguatemi – que naquele tempo não tinha o luxo de hoje, era “mais classe média”, tinha salões de jogos, muitas salas de cinemas que passavam filmes para o público adolescente e era ponto de paquera da molecada – e principalmente para comer no Jack In The Box da Pça. Panamericana. O Jack tinha um ambiente que remetia muito às lanchonetes que víamos nos filmes americanos. Mas o que nos atraia mesmo era a comida. Pode ser apenas nostalgia comprometendo a objetividade no julgamento, mas creio nunca mais ter comido um hambúrguer tão bom quanto aquele feito no Jack In The Box. E mais gostosos ainda eram os tacos: o sabor do recheio e a firmeza das tortilhas de milho, não encontrei nada que se comparasse até hoje. Os hambúrgueres vinham embrulhados em papel alumínio para manter a quentura. Até as batatas fritas e o copo de refrigerante eram diferentes. Tudo era muito saboroso no Jack In The Box. Depois veio a estúpida Era McDonald’s, com seus hambúrgueres “feitos de carne de minhoca”, como se dizia na época, até hoje um boato que não foi satisfatoriamente rechaçado ou esclarecido. A década de 1980 em Pinheiros foi marcada pelo Jack In The Box da Pça. Panamericana. Hoje estão na moda as hamburguerias artesanais – muito poucas, na verdade, são boas -, mas naquele tempo, ou você comia no Jack In The Box ou comia hambúrguer Sadia na padaria, o que era trash.

    Responder
  55. Mutins

    Não sei a opinião de vocês, mas certamente a rede Bobs faria muito mais sucesso se mantivesse o cardápio que o Jack oferecia, difícil explicar uma empresa que compra uma rede muito bem montada e só aproveita móveis´, utensílios e ponto comercial, lamentável, os produtos Jack eram muito mais saborosos, Bobs, Tô FORA.

    Responder
  56. Mutins

    Não sei a opinião de vocês, mas certamente a rede Bobs faria muito mais sucesso se mantivesse o cardápio que o Jack oferecia, difícil explicar uma empresa que compra uma rede muito bem montada e só aproveita móveis´, utensílios e ponto comercial, lamentável, os produtos Jack eram muito mais saborosos, Bobs, Tô FORA.

    Responder
  57. JOAO CAMILLO

    MEU NOME CAMILLO TRABALHEI NO JACK IN THER BOX NA DECADA DE 81 COMECÇEI COMO LAVADOR DE PANELAS E TIVE OPORTUNIDADE DE CRESCER FUI CHAPEIRO TDS OS NIVEIS ATENDENTE FUI CAIXA ENCARREGADO DE AREA SO NAO FUI MAIS PQ SAI TRAGO EM MINHA MEMORIA O TEMPO BOM NAO VOLTA MAIS FIS AMIGOS ERAM MARILEYDI; MARTINS, CAMAÇARI´PEXE ,BATISTE NOSSO CHEFE. GERENTE ADRIEL GENIVALDO; UMA MEYRI FOI NA LOJA JUMBU ELETRO NA WUSHINTON LUIZ NO AEROPORTO DE CONGONHAS NUNCA MAIS COMI LENCHES BONS QUATO DO JACK ###MEYRE PRECISO TAMBEM DO CNPJ DA EMPRESA

    Responder
  58. JOAO CAMILLO

    MEU NOME CAMILLO TRABALHEI NO JACK IN THER BOX NA DECADA DE 81 COMECÇEI COMO LAVADOR DE PANELAS E TIVE OPORTUNIDADE DE CRESCER FUI CHAPEIRO TDS OS NIVEIS ATENDENTE FUI CAIXA ENCARREGADO DE AREA SO NAO FUI MAIS PQ SAI TRAGO EM MINHA MEMORIA O TEMPO BOM NAO VOLTA MAIS FIS AMIGOS ERAM MARILEYDI; MARTINS, CAMAÇARI´PEXE ,BATISTE NOSSO CHEFE. GERENTE ADRIEL GENIVALDO; UMA MEYRI FOI NA LOJA JUMBU ELETRO NA WUSHINTON LUIZ NO AEROPORTO DE CONGONHAS NUNCA MAIS COMI LENCHES BONS QUATO DO JACK ###MEYRE PRECISO TAMBEM DO CNPJ DA EMPRESA

    Responder
  59. Albery Carmiton

    Residia na Praça da Liberdade dês de setembro de 1971, comecei a ir ao Jack in The Box em 1980 já com 14 anos subia a Brigadeiro Luis António com a patota e lá ficávamos várias horas, até nos pedir para sair delicadamente…Era muito divertido, saudades, Tentei achar na web, o vídeo do reclame da tv, mas não achei nada, caso alguém tenha esta informação, agradeço se me informarem…”Ainda bem que tem o Jack…Jackinthebox ” Era o final do reclame da tv.

    Responder
  60. Albery Carmiton

    Residia na Praça da Liberdade dês de setembro de 1971, comecei a ir ao Jack in The Box em 1980 já com 14 anos subia a Brigadeiro Luis António com a patota e lá ficávamos várias horas, até nos pedir para sair delicadamente…Era muito divertido, saudades, Tentei achar na web, o vídeo do reclame da tv, mas não achei nada, caso alguém tenha esta informação, agradeço se me informarem…”Ainda bem que tem o Jack…Jackinthebox ” Era o final do reclame da tv.

    Responder
  61. josivan nogueira

    eu tenho orgulho de fala do jack in the box,eu fui funcionario da em presa nos anos 80.foi muito bom tenho saudades….

    Responder
  62. josivan nogueira

    eu tenho orgulho de fala do jack in the box,eu fui funcionario da em presa nos anos 80.foi muito bom tenho saudades….

    Responder
  63. Vanderlei

    Eu trabalhei no Jack in the box da brigadeiro. Era muito bom trabalharmos. Adorava o taco mexicano, o Califórnia é o Beirute. Trabalhava na caixa, era um craque, chapeiro e preparação. Quando acabava o turno desviamos eu e mais uns dez funcionarios, Nelson, viana, Carlos,Renato de Notre outros para o Ibirapuera, jogar futebol ou passear por la. Foi um tempo incrível, éramos chamado s para espalhar em outras lijas, íamos de táxi ajudar qdo estava com muitos clientes, panamericana, são Bento entre outras. Inesquecível, o tempo bom. Se tiver algum funcionário deste tempo me chama, tô no face como Vanderlei Gomes.

    Responder
  64. Vanderlei

    Eu trabalhei no Jack in the box da brigadeiro. Era muito bom trabalharmos. Adorava o taco mexicano, o Califórnia é o Beirute. Trabalhava na caixa, era um craque, chapeiro e preparação. Quando acabava o turno desviamos eu e mais uns dez funcionarios, Nelson, viana, Carlos,Renato de Notre outros para o Ibirapuera, jogar futebol ou passear por la. Foi um tempo incrível, éramos chamado s para espalhar em outras lijas, íamos de táxi ajudar qdo estava com muitos clientes, panamericana, são Bento entre outras. Inesquecível, o tempo bom. Se tiver algum funcionário deste tempo me chama, tô no face como Vanderlei Gomes.

    Responder
  65. Alcy Cardoso Junior

    Na época eu também era office boy e sempre comia na 7 de abril. O jumbo jack era meu preferido. Loja e lanche inesquecíveis. Hoje nenhuma das lojas desse segmento chegam aos pés daquela franquia. Seria ótimo poder tê-los de volta.

    Responder
  66. Alcy Cardoso Junior

    Na época eu também era office boy e sempre comia na 7 de abril. O jumbo jack era meu preferido. Loja e lanche inesquecíveis. Hoje nenhuma das lojas desse segmento chegam aos pés daquela franquia. Seria ótimo poder tê-los de volta.

    Responder
  67. josivan nogueira

    eu trabalhei na loja.entre av bandeirantes e alameda maracatins moema. se tiver algum dessa epoca da um salve ai no face. josivan nogueira ok

    Responder
  68. josivan nogueira

    eu trabalhei na loja.entre av bandeirantes e alameda maracatins moema. se tiver algum dessa epoca da um salve ai no face. josivan nogueira ok

    Responder
  69. Marilza dourado

    Meu nome é Marilza meu primeiro emprego foi no jack até hoje eu sinto saudades de tanta gente boa que nao tenho contato mais amava taco mexicano ate hoje sinto aquele sabor, siris que delicia, vi alguns relatos acima referente ao uniforme Nossa era terrível mesmo. Também vi o relato do Ari não trabalhei com ele mas lembrei dele porque logo que eu saí a minha irmã ficou trabalhando lá até a época em que virou o Bob’s na Praça Panamericana Infelizmente não tenho fotos somente muita saudade e boas lembranças rsrsrs

    Responder
  70. Marilza dourado

    Meu nome é Marilza meu primeiro emprego foi no jack até hoje eu sinto saudades de tanta gente boa que nao tenho contato mais amava taco mexicano ate hoje sinto aquele sabor, siris que delicia, vi alguns relatos acima referente ao uniforme Nossa era terrível mesmo. Também vi o relato do Ari não trabalhei com ele mas lembrei dele porque logo que eu saí a minha irmã ficou trabalhando lá até a época em que virou o Bob’s na Praça Panamericana Infelizmente não tenho fotos somente muita saudade e boas lembranças rsrsrs

    Responder
  71. Armando Araki

    Eu frequentava o jack que ficava na Avenida Bandeirantes esquina com a Maracatins, próximo ao Shopping Ibirapuera e adorava também o Califórnia, muito melhor que o big mac ou big bobs…..saúdades!!

    Responder
  72. Armando Araki

    Eu frequentava o jack que ficava na Avenida Bandeirantes esquina com a Maracatins, próximo ao Shopping Ibirapuera e adorava também o Califórnia, muito melhor que o big mac ou big bobs…..saúdades!!

    Responder
  73. Elisete Rodrigues dos santos

    Boa td a tds que tiveram o prazer de conhecer o Jack in box como funcionário ou cliente, eu trabalhei em 87 na Praça panamericano até hj comentou com minha irmã que trabalhou la tbm lanche bom tá do Jack Califórnia,calabresa, bomba de cocolate, faco mexicano e sem falar no milk shak o de chocolate era o.melhor depois do Jack não vejo graça no.lanche dessas outras redes saudades Jack indie voz sinto saudades da turma que trabalhava comigo era o primeiro emprego da maioria gerente, Adison cavolli, Maria, funcionários eu Elisete, Maria,Toldo,Marcelo,Márcio,Sonia,Ângela,Simone,Regiane ,Rubens , saudades dessa turma!

    Responder
  74. Elisete Rodrigues dos santos

    Boa td a tds que tiveram o prazer de conhecer o Jack in box como funcionário ou cliente, eu trabalhei em 87 na Praça panamericano até hj comentou com minha irmã que trabalhou la tbm lanche bom tá do Jack Califórnia,calabresa, bomba de cocolate, faco mexicano e sem falar no milk shak o de chocolate era o.melhor depois do Jack não vejo graça no.lanche dessas outras redes saudades Jack indie voz sinto saudades da turma que trabalhava comigo era o primeiro emprego da maioria gerente, Adison cavolli, Maria, funcionários eu Elisete, Maria,Toldo,Marcelo,Márcio,Sonia,Ângela,Simone,Regiane ,Rubens , saudades dessa turma!

    Responder
  75. Antonio Matozinhos

    Morava no aeroporto de Congonhas e tinha uma loja na avenida Washington Luiz, bem em frente ao Jumbo Eletro,eu tinha 10 anos na época era 1975, quando entrei no Jack pelo primeira vez fiquei doido, gastei toda minha mesada em um amburguer, que vinha embrulhado em um papel aluminizado,era tudo maravilhoso me senti num filme americano do James Jim…. muito bom.ao lado da loja tinha um terreno grande que seria mais tarde uma loja de calçados enorme chamado Clóvis calçados,e bem na frente do outro lado da avenida tinha o rodízio do grupo sergio, será que alguém se lembra disso,o época boa que não volta mais.

    Responder
  76. Antonio Matozinhos

    Morava no aeroporto de Congonhas e tinha uma loja na avenida Washington Luiz, bem em frente ao Jumbo Eletro,eu tinha 10 anos na época era 1975, quando entrei no Jack pelo primeira vez fiquei doido, gastei toda minha mesada em um amburguer, que vinha embrulhado em um papel aluminizado,era tudo maravilhoso me senti num filme americano do James Jim…. muito bom.ao lado da loja tinha um terreno grande que seria mais tarde uma loja de calçados enorme chamado Clóvis calçados,e bem na frente do outro lado da avenida tinha o rodízio do grupo sergio, será que alguém se lembra disso,o época boa que não volta mais.

    Responder
  77. Pineda

    Eu frequentei a loja da Av. Brigadeiro Luiz Antônio, perto da igreja católica. Se não me engano, eles tinham tinham lanches para viagem em embalagem à vácuo, coisa bem interessante.

    Responder
  78. Pineda

    Eu frequentei a loja da Av. Brigadeiro Luiz Antônio, perto da igreja católica. Se não me engano, eles tinham tinham lanches para viagem em embalagem à vácuo, coisa bem interessante.

    Responder
  79. Emanuel Cesar

    Olá Marcelo , trabalhei na loja da Av. Brigadeiro Luiz Antonio , o detalhe é que tenho a ” Carteira Profissional ” registrada pela : Purina Alimentos . Na época eu Trabalhava na Varig ( em Congonhas ) 1/2 período das 06 ao 12 hrs, morava em São Bernardo do Campo …e estudava na Puc-SP à noite . Tinha um fusquinha , que deixava estacionado no Jumbo Eletro da Brigadeiro , fazia 04 hrs à tarde no Jack …para complementar a gasolina rs rs rs.
    Eles ( a Purina ) percebendo à chegada do Mc Donnalds , fizeram um programa para Universitários na época ,e fazer frente a recém chegada do Mc ( 1979 )no Brasil, que priorizava empregar jovens.
    Podiamos comer um lanche ( meu favorito California Jack & os Tacos ) por dia ( free- charge ) . Era muito novo e aprontei a seguinte ” Cena ” :
    Faziam um certo rodizio nas funções na fase de treinamento, e quando nas casquinhas de soverte eu ” caprichava demais “, como consequência minha fila sempre ” crescia ” com certas “preferencias” das alunas do cursinho pré-vestibular das redondezas ( …talvez o Universitário esse detalhe não lembro ), mas a preferência estava ligada ao capricho das quantidades propositalmente exageradas .Fui severamente criticado quando ao lavar o chão caprichei com o sabão super-concentrado que era usado , resultado : Bolhas de Sabão para todos os lados e uma gritaria e assovios dos usuários da loja …após o episódio fui transferido para Loja da Augusta , e pedi para sair pois começou a ficar muito desgastante fisicamente …mas quanto aos produtos lembro muito bem de todos; e um dos detalhes inesquecíveis : O Papel com um dos lados de alumínio , que mantinha a temperatura por tempo um pouco maior no lancghes… Saudades ! Abraço a todos !

    Responder
  80. Emanuel Cesar

    Olá Marcelo , trabalhei na loja da Av. Brigadeiro Luiz Antonio , o detalhe é que tenho a ” Carteira Profissional ” registrada pela : Purina Alimentos . Na época eu Trabalhava na Varig ( em Congonhas ) 1/2 período das 06 ao 12 hrs, morava em São Bernardo do Campo …e estudava na Puc-SP à noite . Tinha um fusquinha , que deixava estacionado no Jumbo Eletro da Brigadeiro , fazia 04 hrs à tarde no Jack …para complementar a gasolina rs rs rs.
    Eles ( a Purina ) percebendo à chegada do Mc Donnalds , fizeram um programa para Universitários na época ,e fazer frente a recém chegada do Mc ( 1979 )no Brasil, que priorizava empregar jovens.
    Podiamos comer um lanche ( meu favorito California Jack & os Tacos ) por dia ( free- charge ) . Era muito novo e aprontei a seguinte ” Cena ” :
    Faziam um certo rodizio nas funções na fase de treinamento, e quando nas casquinhas de soverte eu ” caprichava demais “, como consequência minha fila sempre ” crescia ” com certas “preferencias” das alunas do cursinho pré-vestibular das redondezas ( …talvez o Universitário esse detalhe não lembro ), mas a preferência estava ligada ao capricho das quantidades propositalmente exageradas .Fui severamente criticado quando ao lavar o chão caprichei com o sabão super-concentrado que era usado , resultado : Bolhas de Sabão para todos os lados e uma gritaria e assovios dos usuários da loja …após o episódio fui transferido para Loja da Augusta , e pedi para sair pois começou a ficar muito desgastante fisicamente …mas quanto aos produtos lembro muito bem de todos; e um dos detalhes inesquecíveis : O Papel com um dos lados de alumínio , que mantinha a temperatura por tempo um pouco maior no lancghes… Saudades ! Abraço a todos !

    Responder
  81. Milton

    O Jack tinha a melhor bomba de chocolate da cidade!!!!!

    Responder
  82. Milton

    O Jack tinha a melhor bomba de chocolate da cidade!!!!!

    Responder
  83. Ivan Lima

    A coisa mais gostosa e saudosista do mundo.. : – Jack N’ the Box.
    Meu nome é Ivan Lima e trabalhei no Jack’s em 87, na filial de Campinas. Foi por pouco tempo, depois fui trabalhar na Hiplex do Taquaral ….amo muito tudo isso.

    Responder
  84. Ivan Lima

    A coisa mais gostosa e saudosista do mundo.. : – Jack N’ the Box.
    Meu nome é Ivan Lima e trabalhei no Jack’s em 87, na filial de Campinas. Foi por pouco tempo, depois fui trabalhar na Hiplex do Taquaral ….amo muito tudo isso.

    Responder
  85. Denis Peres

    Dá pra ver pela quantidade de posts o quanto o Jack foi importante. Também frequentei o Jack da Maracatins com a Bandeirantes, e sim, eu saia de casa, em Interlagos só pra ir no Jack. Confesso que não me recordo muito do cardápio, mas nunca esqueci dos Tacos Mexicanos e nem o Jack. Era muito melhor que qualquer outra rede, e certamente, deixou muita saudade. Lembra da minha indignação quando fechou. Infelizmente. Hoje mato a saudade sempre que vou aos EUA. Uma pena a política atual do Jack não querer estabelecer franquias internacionais. Mesmo atuando só em solo americano, é impressionante o tamanho e a importância da rede. Saudades!

    Responder
  86. Denis Peres

    Dá pra ver pela quantidade de posts o quanto o Jack foi importante. Também frequentei o Jack da Maracatins com a Bandeirantes, e sim, eu saia de casa, em Interlagos só pra ir no Jack. Confesso que não me recordo muito do cardápio, mas nunca esqueci dos Tacos Mexicanos e nem o Jack. Era muito melhor que qualquer outra rede, e certamente, deixou muita saudade. Lembra da minha indignação quando fechou. Infelizmente. Hoje mato a saudade sempre que vou aos EUA. Uma pena a política atual do Jack não querer estabelecer franquias internacionais. Mesmo atuando só em solo americano, é impressionante o tamanho e a importância da rede. Saudades!

    Responder
  87. Carla

    Morava perto da loja da Augusta e o Jack ficava no meu caminho de volta da escola,assim acabava parando sempre lá!meu sanduiche preferido e inesquecível era o Sirius Jack!!queria muito que voltasse! Amava também os tacos deliciosos!Se alguém tiver a receita do Sirius me passa aí pq no cardápii americano ele não consta!!

    Responder
  88. Carla

    Morava perto da loja da Augusta e o Jack ficava no meu caminho de volta da escola,assim acabava parando sempre lá!meu sanduiche preferido e inesquecível era o Sirius Jack!!queria muito que voltasse! Amava também os tacos deliciosos!Se alguém tiver a receita do Sirius me passa aí pq no cardápii americano ele não consta!!

    Responder
  89. ROBERTO ZULKIEWICZ

    Eu frequentei muito o Jack in The Box da Praça Panamericana aqui em São Paulo. Adorava os sanduiches, realmente muito saborosos. Aliás foi lá que comecei a namorar minha esposa – somos casados a 35 anos. Em 2016, em viagem pela costa oeste dos Estados Unidos, matei essa saudade de tantos anos e me emocionei saboreando os tacos e sanduiches do Jack in The Box. Uma pena terem saido do Brasil.
    Abraço a todos!
    ROBERTO ZULKIEWICZ

    Responder
  90. ROBERTO ZULKIEWICZ

    Eu frequentei muito o Jack in The Box da Praça Panamericana aqui em São Paulo. Adorava os sanduiches, realmente muito saborosos. Aliás foi lá que comecei a namorar minha esposa – somos casados a 35 anos. Em 2016, em viagem pela costa oeste dos Estados Unidos, matei essa saudade de tantos anos e me emocionei saboreando os tacos e sanduiches do Jack in The Box. Uma pena terem saido do Brasil.
    Abraço a todos!
    ROBERTO ZULKIEWICZ

    Responder
  91. Homero Buzzi

    Freqüentei as lojas d’Augusta e Brig. Luiz Antônio em 1973, ’74 e ’75. Na da Augusta havia uma mesa no topo da rampa de acesso à lanchonete sobre a famosa rua. Quem ficava nela muitas vezes era o casal John Herbet e Eva Vilma.

    Responder
  92. Homero Buzzi

    Freqüentei as lojas d’Augusta e Brig. Luiz Antônio em 1973, ’74 e ’75. Na da Augusta havia uma mesa no topo da rampa de acesso à lanchonete sobre a famosa rua. Quem ficava nela muitas vezes era o casal John Herbet e Eva Vilma.

    Responder
  93. Evandro

    Me chamo Evandro trabalhei na loja praça Panamericana nos anos 90 comecei como atendente e sai como encarregado o ari foi meu sub gerente e o França nosso gerente saudades do tempo bom

    Responder
  94. Evandro

    Me chamo Evandro trabalhei na loja praça Panamericana nos anos 90 comecei como atendente e sai como encarregado o ari foi meu sub gerente e o França nosso gerente saudades do tempo bom

    Responder
  95. marcelo

    tinha uma no shooping center norte brother

    Responder
  96. marcelo

    tinha uma no shooping center norte brother

    Responder
  97. Ildefonso

    Que saudade, tinha aqui em Campinas e no lugar hoje Habib’s…eramos de menor nossa mãe levava a turminha de escola para comer lá…

    Responder
  98. Ildefonso

    Que saudade, tinha aqui em Campinas e no lugar hoje Habib’s…eramos de menor nossa mãe levava a turminha de escola para comer lá…

    Responder
  99. Anônimo

    Meu Deus, posso sentir o sabor da bomba de chocolate qdo fecho os olhos.
    Não se encontra a receita dela em canto algum.

    Responder
  100. Anônimo

    Meu Deus, posso sentir o sabor da bomba de chocolate qdo fecho os olhos.
    Não se encontra a receita dela em canto algum.

    Responder
  101. Reginaldo

    Havia uma loja também na avenida sumaré, que ocupou o local por pouco tempo. Depois o mesmo prédio foi ocupado pela BCP celulares e o mais recente que me lembro foi uma drogaria São Paulo no mesmo local.

    Responder
  102. Reginaldo

    Havia uma loja também na avenida sumaré, que ocupou o local por pouco tempo. Depois o mesmo prédio foi ocupado pela BCP celulares e o mais recente que me lembro foi uma drogaria São Paulo no mesmo local.

    Responder
  103. Marco

    A loja da Washington Luiz na verdade ficava no estacionamento do extinto Hipermercado (aliás acredito o 1º) Jumbo Aeroporto. Frequentei muito.

    Responder
  104. Marco

    A loja da Washington Luiz na verdade ficava no estacionamento do extinto Hipermercado (aliás acredito o 1º) Jumbo Aeroporto. Frequentei muito.

    Responder
  105. Gilberto Araújo

    Eu tenho uma foto tirada em 1982 em frente da unidade da Augusta. Me lembro do slogan da TV como se fosse hoje! Era um certo “status” comer naquela lanchonete…

    Responder
  106. Gilberto Araújo

    Eu tenho uma foto tirada em 1982 em frente da unidade da Augusta. Me lembro do slogan da TV como se fosse hoje! Era um certo “status” comer naquela lanchonete…

    Responder
  107. RICHARD IVOR JONES

    Eu frequentava a loja da bandeirantes, perto de onde hoje tem o mcdonalds .

    Responder
  108. RICHARD IVOR JONES

    Eu frequentava a loja da bandeirantes, perto de onde hoje tem o mcdonalds .

    Responder
  109. Helder

    A MELHOR DE TODAS ATE HOJE

    Responder
  110. Helder

    A MELHOR DE TODAS ATE HOJE

    Responder
  111. Valdir

    Havia também uma loja na Av. dos Bandeirantes, local onde hoje existe um posto de combustíveis, Lembro do Taco, Sirius e da bomba de chocolate

    Responder
  112. Valdir

    Havia também uma loja na Av. dos Bandeirantes, local onde hoje existe um posto de combustíveis, Lembro do Taco, Sirius e da bomba de chocolate

    Responder
  113. Josivan

    Eu tenho saudades da quela época

    Responder
  114. Josivan

    Eu tenho saudades da quela época

    Responder
  115. maria

    saudades da quela epoca,eu trabalhei na loja da brigadeiro luis antonio sao paulo

    Responder
  116. Anônimo

    Nunca comi lá, mas a musica do comercial e as cenas com alguém andando de patins pelas ruas não me sai da cabeça. E a musica terminava bem com a já citada frase: “Ainda bem que tem o Jack, Jack In The Box!”

    Responder
  117. Daniel

    Muita saudade do Jack in the box da Panamericana. California Jack, tacos, o sanduiche de calabresa tudo era muito bom. Quem dera o bob’s tivesse sido esperto e mantido as lojas e lanches porque o bobs atual além de muito fraco não chega nem perto

    Responder
  118. Daniel

    Muita saudade do Jack in the box da Panamericana. California Jack, tacos, o sanduiche de calabresa tudo era muito bom. Quem dera o bob’s tivesse sido esperto e mantido as lojas e lanches porque o bobs atual além de muito fraco não chega nem perto

    Responder
  119. Eduardo

    Com 15,16 anos eu e minha turma íamos à Pça Panamericana todas as sextas para comer no Jack e ver as largadas dos rachas que caíam na Marginal. Era uma lanchonete top na época.Lembro do cheiro com água na boca.

    Responder
  120. Eduardo

    Com 15,16 anos eu e minha turma íamos à Pça Panamericana todas as sextas para comer no Jack e ver as largadas dos rachas que caíam na Marginal. Era uma lanchonete top na época.Lembro do cheiro com água na boca.

    Responder
  121. Ari nunes

    Eu trabalhei no jack da praça panamericana por 12 anos de chaveiro a sub gerente

    Responder
  122. Ari nunes

    Eu trabalhei no jack da praça panamericana por 12 anos de chaveiro a sub gerente

    Responder
  123. Ronaldo

    Conheci essa loja na Joaquim Floriano no Itam Bibi na década de 80 era incrível um ambiente muito familiar diferente dos Fast good de hoje!
    Bons tempos quando for aos Estados Unidos irei visitar uma loja e fazer um excelente lanche, uma pena não termos mais franquias dessas no Brasil.

    Responder
  124. Ronaldo

    Conheci essa loja na Joaquim Floriano no Itam Bibi na década de 80 era incrível um ambiente muito familiar diferente dos Fast good de hoje!
    Bons tempos quando for aos Estados Unidos irei visitar uma loja e fazer um excelente lanche, uma pena não termos mais franquias dessas no Brasil.

    Responder
  125. Helio

    Faz parte da minha juventude. Me lembro bem dos tacos, sinto saudade até hoje. Muito legal.

    Responder
  126. Helio

    Faz parte da minha juventude. Me lembro bem dos tacos, sinto saudade até hoje. Muito legal.

    Responder
  127. Anônimo

    eu ia na loja da brigadeiro luis antonio. amava aqiuele lugar

    Responder
  128. Rogerio

    Tinha uma lanchonete da Jack um the box na avenida dos Bandeirantes

    Responder
  129. Alexandre

    Frequentei na infância a loja da avenida dos bandeirantes ( atual pizza hut). A família tinha como passei ir a loja e comer nuggets com molho apimentado. Pois eramos frequentadores de outro fast-food o chicken-in que era ao lado da atual estação do metrô berrini no brooklin novo.

    Responder
  130. ANTONIO EDVALDO RODRIGUES DE OLIVEIRA

    Camilo voce nao se lembra nais chegamos a trabalhar juntos eu era tambem encarregado da noite mi lembro muito bem de genivaldo na 7 de abril

    Responder
  131. Arnaldo F

    Como muita gente escreveu aqui, havia mais lojas em São Paulo. Eu comia muito na da Augusta e na da Praça Panamericana, mas também na Bandeirantes, esquina da Maracatins. A bomba de chocolate é inesquecível…

    Responder
  132. Josivan

    Eu passo todos os dias.na av.dos bandeirantes e me bater uma saudade ater porque eu trabalhei nessa unidade eu só o Nogueirinha trabalhei de chapeiro quem recorda de mim me chama no ZAP 993949977

    Responder

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Share This