Novo Livro O Guia dos Curiosos - Edição Fora de Série

“Concurso de peido” em Pirangi chega à quarta edição sem nunca ter existido

18 de janeiro de 2017

A faixa vem chamando a atenção de quem passa pela praia de Pirangi do Norte, na cidade de Parnamirim (RN), que fica a 20 quilômetros de Natal. Conhecido pelo “maior cajueiro do mundo”, o município de pouco mais de 200 mil habitantes viralizou nas redes sociais por causa daquela que seria a competição mais esquisita do planeta: o IV Concurso de Peido de Pirangi. Um número de telefone para inscrições é a única orientação disponível para aqueles que querem saber mais sobre o evento.
Se é o quarto concurso, como foram os três anteriores? Navegando pela internet, descobre-se uma página no Facebook criada para a primeira edição, supostamente realizada em 5 de janeiro de 2014. Nela, os organizadores (ou melhor dizendo, “Administradores do Peido”, como preferem ser chamados) divulgam dez categorias: queima olho (decidida pela temperatura), assassino, irresponsável (aquele que deixa a maior marca na cueca), “sete tiros”, músico, meteorológico (pela semelhança com um trovão), infantil (o que faz mais bolinhas), incendiário, cientista (o que faz o cheiro persistir por mais tempo) e engraçado.

A faixa anunciando o concurso inusitado existe. O que não existe é o concurso (Foto: Yara Okubo/Giraparnamirim)


Os administradores garantiram no texto que se tratava de uma competição de verdade e determinaram que os competidores teriam três minutos para mostrar o seu potencial, não podendo mudar de categoria e nem, digamos, “deixar rastros” de suas performances nas roupas – o que torna difícil a avaliação da categoria “irresponsável”, já que os julgadores precisam antes de mais nada decidir se esses limites foram ou não ultrapassados. O júri foi, segundo o texto, formado por proctologistas, coveiros, garis, otorrinolaringologistas e fonoaudiólogos. O campeonato estava aberto para homens e mulheres.
Pelas regras malucas e pela formação do tal júri, a reportagem do Blog do Curioso já percebeu que algo não estava cheirando bem nessa história. Mas a faixa desse ano foi compartilhada como verdade absoluta. Desde que essa página foi ao ar, no início de 2014, não se encontra nenhuma outra referência ao campeonato além das faixas divulgando cada uma das quatro edições. Mesmo pesquisando a fundo nas redes sociais e na internet, não é encontrada nenhuma foto ou qualquer outro registro da “hora da verdade”. O telefone para inscrições está desligado. A jornalista potiguar Lara Paiva, criadora do blog Brechando, conseguiu falar com os Administradores do Peido no começo deste ano. “Eu tinha visto a faixa e fiquei me perguntando quem faria aquilo. Acho que eles ficaram preocupados com o enorme volume de ligações”, palpita ela, a respeito do número oficial para inscrições agora fora de serviço o tempo todo.
Antes que desligassem o celular e se fechassem para novas entrevistas, os autores da piada disseram a Lara que a disputa está marcada para o dia 27 de janeiro, na praça da Praia de Pirangi, a partir das 15 horas. Corroborando com a tese de que o volume de ligações espantou a organização, eles disseram receber cerca de 10 telefonemas todos os dias: “Começou como algo feito ali entre eles, mas nos últimos dias viralizou”, explica Lara. Na cidade de Parnamirim, tem gente que até se espanta com a procura inusitada por informações sobre o concurso do peido: “Não estamos sabendo de nada, é boato de internet”, garante Francisco José, gerente da Barraca do Duca, na praia de Pirangi.
Na imprensa, já teve gente tentando descobrir, em vão, os mistérios por trás do concurso. É o caso da Parnarádio, rádio local chamada de “mais eclética”: “Nunca soubemos nada a respeito”, endossa o apresentador Mauricio Dias. Espantada ao saber da novidade, Yara Okubo, editora do site “Giraparnamirim”, tentou correr atrás de mais informações, mas realmente a organização parece não ter deixado rastros: “Achei a faixa, mas não consegui contato com ninguém. Vou continuar tentando”, promete ela, intrigada com o inusitado da situação.
Por meio de sua assessoria de imprensa, a prefeitura de Parnamirim informou que desconhece o concurso e que a atração turística da cidade continua sendo o maior cajueiro do mundo. Se não pretende dar um gás para estimular a disputa, a prefeitura também não quer nem sentir o cheiro de confusão: “Em um momento tão crítico que vivemos, ainda mais com essa rebelião em Alcaçuz (penitenciária de Natal onde os presos se rebelaram no último fim de semana), um pouco de bom humor sempre é bem-vindo”, diz Ricardo Wagner, secretário de Turismo, Esportes e Lazer de Parnamirim.

Esta página contém links de afiliados. Ao fazer uma compra por um desses links, o Guia dos Curiosos recebe uma comissão e você não paga nada a mais por isso.

Artigos Relacionados

Campeão mundial de Pulo em Poça d’Água

Campeão mundial de Pulo em Poça d’Água

A curiosidade hoje vem do País de Gales, que faz parte da Grã-Bretanha. É lá que mora Theo Burkitt-Watkins, de 3 anos, que acaba de ganhar o título de campeão mundial de Pulo em Poça d’Água. Sim, esse campeonato existe. Este ano, ele aconteceu remotamente. Os...

1 Comentários

1 Comentário

  1. Anônimo

    QUE PALHAÇADAAAAAAAAAAAA!!!!!!!!!!!!

    Responder

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Share This