Novo Livro O Guia dos Curiosos - Edição Fora de Série

Startup russa cria primeira enciclopédia virtual de objetos que estão desaparecendo

5 de dezembro de 2016

Você se lembra como era uma escarradeira? Dependendo de sua idade, talvez você nunca nem tenha ouvido falar delas. Outros objetos, como  máquina de escrever,  ficha telefônica e fita VHS, estão seguindo o mesmo destino. A startup russa Thngs está empenhada em não deixar os objetos antigos se perderem. Com ajuda de colaboradores, museus e arquivos, a ideia é criar uma espécie de Wikipedia de objetos físicos. Esses objetos estão sendo catalogados, descritos e registrados em imagens 360 graus de alta definição. O trabalho de curadoria online é semelhante ao de um museu: as “peças” chegam e são analisadas uma a uma para então receberem as informações necessárias.
ea27488d-6aef-4a11-bee8-1f4d07ef1373
O Museu Politécnico e o Museu do Design, ambos de Moscou, já estabeleceram parcerias com a Thngs. A startup ainda pretende estabelecer uma parceria com a Getty Images, podendo assim comprar algumas das imagens dispostas em seu banco de dados. Dima Dewin, fundadora e CEO da Thngs, explicou ao site americano Springwise a ideia do projeto: “Nós tornamos fácil a descoberta e o arquivamento das informações sobre as coisas. Nosso serviço permite que museus, colecionadores e as marcas ofereçam ao seu público uma experiência muito próxima dos objetos reais. É como se fosse uma Arca de Noé”.
Entre os objetos “resgatados” estão disquetes, calculadoras, um “Game Boy” de 1989 e muitas embalagens antigas de alimentos e bebidas. O acervo pode ser consultado aqui. Alguém faz esse tipo de resgate da memória no Brasil? No Rio de Janeiro, o Museu Histórico Nacional, criado em 1922, armazena hoje 348.515 itens, sendo a maioria deles formado por objetos antigos de séculos passados.

Esta página contém links de afiliados. Ao fazer uma compra por um desses links, o Guia dos Curiosos recebe uma comissão e você não paga nada a mais por isso.

Artigos Relacionados

Sérgio Type: o mago das máquinas de escrever.

Sérgio Type: o mago das máquinas de escrever.

No final de 2015, o redator publicitário e designer de conteúdo Sérgio Henrique de Oliveira comprou uma máquina de escrever Lettera 32 pensando em deixar o computador e a internet um pouco de lado em alguns momentos do dia. Só que a máquina de escrever mexeu de uma...

Fatia de bolo Real guardado por 40 anos

Fatia de bolo Real guardado por 40 anos

O britânico Gerry Layton pagou 1.850 libras (US $ 2.565) pela cobertura de uma fatia de bolo servida no casamento do príncipe Charles e da princesa Diana em 1981. O colecionador estava interessado pela arte do bolo, um desenho...

O menino dos Cigarrinhos Pan

O menino dos Cigarrinhos Pan

O ator Paulinho Pompéia, garoto-propaganda dos Cigarrinhos de Chocolate Pan (em 1996, a empresa mudou o nome para Rolinhos de Chocolate, para que eles não servissem de estímulo ao tabagismo), morreu em 30 de junho de 2021, aos 72 anos.   A edição de abril de 2003...

1 Comentários

1 Comentário

  1. Allane

    Acho o máximo, minha filha perguntou: O que é isso? A primeira vez que viu uma máquina de escrever, rssss

    Responder

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Share This