Novo Livro O Guia dos Curiosos - Edição Fora de Série

“Caminho Suave” e as cartilhas de nossas infâncias

26 de junho de 2009

Fui a Niterói (RJ) no domingo para cobrir uma feira de games. Lá conheci alguns estudantes que estão desenvolvendo jogos para serem usados em sala de aula. Daqui a algum tempo, os alunos terão aulas, por exemplo, sobre a Segunda Guerra participando dela. Um novo jeito de aprender. Achei o máximo!  Mas também lembro com saudade dos meus cadernos de caligrafia, das folhas de papel almaço, das provas copiadas em mimeógrafo e das… cartilhas escolares!
As cartilhas surgiram por volta do século XIX. No Brasil, as primeiras cartilhas usadas eram escritas e publicadas em Portugal. Uma das primeiras a chegar por aqui foi o “Metodo Castilho para o Ensino Rápido e Aprasível”, que se dizia “tão própria para as escolas como para uso das famílias”. Escrita por Antonio Feliciano de Castilho, sua primeira edição foi publicada em1850.


Uma das primeiras escritas no Brasil,  a “Cartilha Proença” foi lançada em 1926 teve uma tiragem de 145 mil exemplares e 84 edições. Ela foi escrita pelo professor paulista Antonio Firmino de Proença (1880-1946).


Nas décadas de 40 e 50, obras como “Caminho Suave” e “Cartilha Sodré” foram adotadas pela rede pública de ensino. Escrita pela educadora Branca Alves de Lima em 1948, “Caminho Suave” vendeu 40 milhões de exemplares e participou do processo de alfabetização de grande parte daquela geração. Produzida por Benedicta Stahl Sodré, a “Cartilha Sodré” vendeu 6 milhões de exemplares entre 1940 e 1989.

 


Veja agora as capas de outras cartilhas, enviadas para mim pela Cecília Passos, ouvinte do “Você é Curioso?”. Talvez você se lembre de alguma. Ou vai se divertir com o material escolar de seu pai ou de seu avô!


 

Esta página contém links de afiliados. Ao fazer uma compra por um desses links, o Guia dos Curiosos recebe uma comissão e você não paga nada a mais por isso.

Artigos Relacionados

Fatia de bolo Real guardado por 40 anos

Fatia de bolo Real guardado por 40 anos

O britânico Gerry Layton pagou 1.850 libras (US $ 2.565) pela cobertura de uma fatia de bolo servida no casamento do príncipe Charles e da princesa Diana em 1981. O colecionador estava interessado pela arte do bolo, um desenho...

O menino dos Cigarrinhos Pan

O menino dos Cigarrinhos Pan

O ator Paulinho Pompéia, garoto-propaganda dos Cigarrinhos de Chocolate Pan (em 1996, a empresa mudou o nome para Rolinhos de Chocolate, para que eles não servissem de estímulo ao tabagismo), morreu em 30 de junho de 2021, aos 72 anos.   A edição de abril de 2003...

Uma barra de chocolate com 121 anos

Uma barra de chocolate com 121 anos

Uma barra de chocolate histórica foi encontrada intacta, com embalagem e tudo, 121 anos depois de produzida. A Rainha Vitória encomendou 100 mil barras de chocolate para presentear os soldados ingleses que estavam lutando na segunda Guerra do Bôeres, entre 1899 e...

55 Comentários

55 Comentários

  1. Douglas Nascimento

    Marcelo, uma cartillha melhor que a outra!
    Aqui em casa eu tenho a “Cartilha Bandeirante” que meu pai utilizou quando estava no então primário, na década de 40.
    Depois mando a capa…

    Responder
  2. murilo andrade

    Você é velho mesmo, daqui a pouco vai dizer que é do tempo da palmatória! Kkk
    Comentário de MARCELO DUARTE: Não tão velho assim… Palmatória não cheguei a ver, não. Grande abraço, Murilo!

    Responder
  3. Marcelo Moraes

    Eu não consigo me lembrar do nome, mas usei por um bom tempo este tipo de material, a cartilha. Hoje, trabalho com meus alunos outro material: a apostila. Mudam-se os nomes e o conteúdo também. Já vi algumas destas cartilhas que expôs no post em alguns sebos de São Paulo.
    Desconhecia a história da cartilha, legal.
    Um abraço.

    Responder
  4. Bruno Rodrigues

    kkkkk… Amos essas historinhas antigas apesar de nem todas serem do meu tempo mais as vezes as procuro… Valeu pelo Post…
    COMENTÁRIO DE MARCELO DUARTE: Nem tão antigas assim, Bruno. Ontem, na Livraria Cultura, aqui em São Paulo, vi que uma versão atualizada da cartilha “Caminho Suave”.

    Responder
  5. Socorro Vieira

    Que resgate maravilhoso! Pensei que não houvesse mais nada disso. tenho um livro de leitura da minha Mãe, editado em 1939, O PEQUENO ESCOLAR.
    havia uma cartilha de nome “ensino rápido”. Vc conhece?
    Resposta de MARCELO DUARTE: Estas eu não conheço. Se você puder escanear a capa, mande para blog@pandabooks.com.br, que eu publico aqui também. Abraços!

    Responder
  6. edson Kolosque

    em minha infancia tive uma cartilha que nao lembro mais o nome, lembro que tinha personagens com os nomes de davi e lili.
    vc saberia me informar o nome da cartilha?

    Responder
  7. Cris

    Como será que eu consigo um exmplar da “Caminho suave”?
    Resposta de MARCELO DUARTE: Cristiane, você encontra “Caminho Suave” em qualquer livraria.

    Responder
  8. Rildo Ap da Fonseca

    Boa tarde!
    Me lembro de quando eu estudava no ano de 75 a 81, tinha uma cartilha muito legal, me lembro que tinha uma pagina que tinha uma familia indo para o sitio em um jeep e atras tinha uma carretinha no formato de uma gaiola com macaquinho dentro.
    Esta passagem foi muito legal e marcou muito, estou tentando encontrar este exemprar mais não consigo achar.
    Algem sabe de algum exemprar desta cartilha?

    Responder
  9. Catia miyazawa

    oie nasci em 1982…
    estudei com a cartilha no reino da alegria e gostaria mto de comprar uma…poderia me dizer ond encontro??
    bj

    Responder
  10. Branca Alves de lima

    quero muito saber onde encontro a cartiha caminho suave do ano de 1981-1983,não é a atualizada é a antiga em bom estado por favor mandem respostas

    Responder
    • Antonio Oliveira

      A senhora é a autora da cartlha Caminho Suave ?
      Em caso positivo, gostaria muito de fazer um contato.

      Responder
  11. Emanuel Lima

    Tenho uma coleção de livros antigos, inclusive cartilhas. Sinto uma emoção muito forte quando vejo a cartilha Caminho Suave, um verdadeiro patrimônio da alfabetização em nossas escolas.
    Emanuel Lima
    Taguatinga/DF

    Responder
    • Sílvia Santos

      Emanuel, boa noite! Meu nome é Silvia e sou professora da Prefeitura da Cidade do Rio de Janeiro. Tenho muito interesse em adquirir cartilhas antigas. Vc se incomoda de me indicar lugares onde eu possa adquri-las? É muito difícil. Já tentei, mas não consegui. Desde já agradeço a atenção e aguardo retorno.
      Sílvia

      Responder
  12. Sílvia Santos

    Sou professora municipal e tenho grande interesse em adquirir cartilhas antigas, como: pompom, meu gatinho, gente sabida, caminho suave, davi meu amiguinho, reino da alegria, etc. Ficarei muito agradecida se pudessem me dar dicas de onde encontrá-las. Obrigada e aguardo retorno. Abraços

    Responder
  13. Jose Antonio

    Boa noite Marcelo.
    Estou procurando, há algum tempo esta Cartilha Caminho Suave e não consigo encontrar. Seria possível você me enviar uma cópia, scaneada, eu pago os respectivos valores.
    Grato
    Resposta de MARCELO DUARTE: Olá, José Antonio! Há uma versão atualizada da Caminho Suave à venda nas livrarias. Já vi na Livraria Cultura. Confira aqui:
    http://www.livrariacultura.com.br/scripts/cultura/resenha/resenha.asp?nitem=2764542&sid=14219713411925822207616011&k5=13E491EF&uid=

    Responder
  14. Sílvia Santos

    Oi Marcelo! Vc ainda não me respondeu. Estou ansiosa pelo seu retorno. Obrigada.
    Sílvia

    Responder
  15. Erika

    Queria muito encontrar um exemplar da cartilha Silvia …fiz a primeira série em 1972 na Escola Cleómenes Campos. Era uma cartilha que contava o dia-a-dia de uma menina chamada Silvia, com noções de higiene, etc…Por favor, se alguém souber onde poderia encontrar, ficarei muito grata.

    Responder
  16. ROSILEI CARDOZO MOREIRA

    Sou professora universitária de matemática, mas fui alfabetizada em casa com uma cartilha CAMINHO SUAVE que era de minha irmã, e depois passou para umas primas e então se perdeu….
    hoje tenho um filho de 5 anos começando o processo de alfabetização, e eu gostaria de ajudálo, mas com a CAMINHO SUAVE, mas não essa das livrarias, e sim uma mais antiga que era pequena, pouco maior q um livro, se alguém souber como posso adquirí-la,NOVA, ou ainda em estado de uso, me ajudem…..
    grata….
    ha, em livrarias convencionais é difícil pra mim pq moro no interior do AMAZONAS…

    Responder
  17. Branca Alves de Lima

    A cartilha caminho suave,me lembra só de coisas boas.a minha infãncia e o meu primário e minha primeira professora.tempos que não voltam mas…..

    Responder
  18. Adriano Franco

    gostaria de saber se alguém lembra quais eram as iniciais do caminha suave, como “G” de gato, “F” de faca, “Z” de zabumba……………………..gostaria que alguém me ajudasse a lembrar de todos pois quero fazer um trabalho com os meus filhos de como eu aprendia a escrever……………….obrigado.

    Responder
    • CLAUDETE

      Adriano – vou continuar procurando porque quero comprar este livro
      abraços
      Claudete
      a- abelha
      b – bola
      c – casa
      d – dado
      e – elefante
      f – faca
      g – gato
      h
      i – igreja
      j –
      l – laranja
      m- macaco
      n – navio
      o – ovo
      p – pato
      q – queijo
      r – rato
      s – sapo
      t – tatu
      u – uva
      v
      x
      z – zabumba

      Responder
  19. Márcio Nascimento

    Olá:
    Parabéns pela pequisa, gostei demais foi realmente uma viagem á minha infância.
    Eu estudei em São Paulo nos anos 80 e curtia demais a cartilha Caminho Suave. Muito bacana mesmo. Hoje moro em Paranavaí PR. Para quem quiser entrar em contato emu e-mail é marcionascimentos@hotmail.com abraços!!!

    Responder
  20. teresa picinato

    Tudo esta mudado,a modernidade da educação cria dia a dia mais analfabetos.Jovens de 5a.,e até 8a. serie nao sabem escrever, pouco ler, apenas criticam os métodos antigos…abençoada sejam a cartilha caminho suave e as maravilhosas professoras que tive.

    Responder
  21. celso

    conheci o alfabeto e aprendi a ler com a Caminho Suave com os professores José Carlos e a Sra. Nair.
    Numa época em que a escola pública cumpria seu verdadeiro papel.
    Obrigado pelo espaço.

    Responder
  22. Rosangela Martins

    Em 1971, aprendi a ler com a ajuda de minha querida “Tia Áurea” e da cartilha Caminho Suave, doces lembranças que tenho até hoje. Penas que nossas crianças não tenham mais tanta atenção por parte de certos educadores e provavelmente muitos delas não se lembrarão do nome da primeira professora.

    Responder
  23. cleber

    aprendi com a cartilha caminho suave em 1977 hoje não encontro para ensinar meu filho pois os métodos de ensino de hoje são um fracasso, meus agradecimentos a autora pois tenho boas lembranças daquela época.

    Responder
  24. cleber

    Desculpem a falha agradeço em memória.

    Responder
  25. Marcia

    Marcelo,
    Você poderia, pelo menos, ter indicado os créditos das imagens, não é…
    Há outros livros e muitas histórias sobre a educação em São Paulo no site da exposição virtual do CRE Mário Covas, da qual tive o prazer de participar em 2002, escolhendo os livros. Aí vai o link:
    http://www.crmariocovas.sp.gov.br/obj_l.php?t=001
    Saudações
    Marcia Razzini

    Responder
  26. Elenilson Veríssimo

    Fui alfabetizado em 1984 através da Cartilha HORA ALEGRE, caso alguém tenha informações sobre editora,autor, etc ou tenha um exemplar entre em contato.
    E-mail: elenilsonverissimo@hotmail.com
    Grato.
    Elenilson Veríssimo

    Responder
  27. Angela

    Olá!
    Será que alguém poderia me informar como adquirir um exemplar de uma antiga cartilha intitulada Davi,meu amiguinho,da editora Bloch?
    Grata

    Responder
  28. Luciano Mendes

    Pessoal, tenho Todas as Cartilhas da linha Caminho Suave (ano 1948 á 1995), da autora: Branca Alves de Lima
    Entre em Contato 11-6273-4092 ou pr e-mail.
    Luciano

    Responder
  29. ana paula

    goataria de saber como faço para comprar uma cartilha (no mundo da alegria)

    Responder
  30. carlos souza

    gostaria muito de comprar o 1º livro de leitura da caminho suave (continuação da cartilha) e tambem o livro caminho suave da 4º série(edições de 1976-1985)
    meu email: carlosaparecido29@gmail.com
    tambem procuro um livro da coleção HORIZONTES da comunicação e expressão editora FTD 7ºsérie.se alguem puder me ajudar agradeço!

    Responder
  31. Fernanda Almeida

    Oi Marcelo!
    Vez por outra lembro da minha primeira cartilha… Adorei aprender a ler. Não tenho lembranças traumáticas, tristes… lembro coisas boas, personagens da cartilha: Olavo, Moema, Ivo. Não consigo lembrar do título do livrinho… Esperava vê-lo em imagens neste blog… não foi desta vez ainda…
    Saiba que adorei vê-lo tão atento às curiosidades todas que nos cercam! Afinal, não é o revelado que move o mundo mas aquilo que ainda não é conhecido!
    Abraço grande,

    Responder
  32. PAULO SERGIO P DA SILVA

    Estudei numa cartilha na década de 70 na zona ruiral no municipio de Juazeiro do Norte-CE que não lembro o nome. Mas lembro de uma das lições:”O barquinho amarelo”.
    Se alguem tiver ou lembrar o nome da cartilha agradeceria muito. Esta cartilha é muito importante para citar numa pesquisa que estou realizando… Há como eu precisaria pelo menos da capa!!!!
    Há também usei a chamada “Carta do ABC! ttambém não lembro como era.
    Desde já agradeço.

    Responder
  33. EDINARA MENEZES

    Tudo bem Marcelo!
    Gostei do que vi e li, mas queria muito encontrar a cartilha O PEQUENO ESCOLAR, ela fez fez parte da história da minha mãe quando está foi alfabetizada nos anos 40. Voc^poderia me ajudar?
    Muito grata,
    EDINARA

    Responder
  34. sandra lacerda

    Se eu sonhasse que a era da informática pudesse deixar essas preciosidades obsoletas,juro, teria guardado meus livros de infância com mais profundo zelo!Que pena que nós tenhamos que perder para dar valor ao que realmente é importante .

    Responder
  35. Osvaldina

    Gostaria de ver a Cartilha Sodré digitalizada.

    Responder
  36. Renata

    Olá, gostaria de saber se alguém tem a “cartilha da infância” – Thomaz Galhardo.. (1850) se alguém tiver e puder enviar-me ao menos escaneada agradeço muito, ou se souberem quem vende, prefiro escaneada, pois por serem raras, são caras demais. Obrigada.

    Responder
  37. Luiz fernando bomfim

    tambem estudei pela cartilha caminho suave,
    quando a revi voltei no meu tempo.

    Responder
  38. Luiz fernando bomfim

    Eu tambem estudei pela cartilha Caminho Suave.
    Eu sempre tive dificuldades p/ aprender,mais pela cartilha eu consegui
    me alfabetizar.

    Responder
  39. ELIANE DE FATIMA GODOI

    ME EMOCIONEI,PARECE QUE VOLTEI NO TEMPO , QUE COISA BOA LEMBRAR DA INFANCIA E DOS AMIGOS , USEI TAMBEM A CARTILHA DAVI MEU AMIGUINHO… OBRIGADO PELO RESGATE DE MINHAS LEMBRANÇAS…

    Responder
  40. Maristela Sol

    Olá!
    Estou procurando a cartilha GENTE SABIDA. Quero comprar. Quem sabe onde encontro?
    Abreijos!

    Responder
  41. ELIZABETE VALERIO CAMPAGNARO

    EU GOSTEI DE RECORDAR DOS MEUS TEMPOS DE INFANCIA QUANDO EU TINHA A CARTILHA CAMINHO SUAVE EU APRENDI LER E ESCREVER
    COM ESSA CARTILHA PARABENS A VOCES HOJE EU TENHO 56 ANOS

    Responder
  42. RosileneArouca

    Olá gostaria de saber como posso encontra a cartilha Gente Sabida pois já utilizei para alfabetizção foi ótima,hoje faço trabalho voluntario e estou querendo utilizar mas não estou conseguindo encontra.já fui em varios sebos.moro no Rio de janeiro,se tiver alguma informação favor avisar grata;eu e as minhas crianças agradecemos.

    Responder
  43. RosileneArouca

    Olá gostaria de saber como posso encontra a cartilha Gente Sabida pois já utilizei para alfabetizção foi ótima.

    Responder
  44. Esmeralda

    Marcelo,eu experimentei a tal da palmatória,e me lembro até hoje do semblante da minha professora,uma senhorinha nissei.Eu morava num orfanato,e quando alguma criança quebrava alguma coisa,ou fazia traquinagem,e nao se descobria a autora do feito,todas as crianças eram acordadas e obrigadas a formarem uma fila para apanhar.Uma a uma,e o que se ouvia era uma triste melodia de ais.Algumas riam,outras apavoradas gemiam trêmulas.A freira responsável pela surra coletiva,trazia no rosto um leve sorriso de prazer e satisfação.Eu corria para pegar a dianteira da fila,para não assistir por muito tempo aquela atrocidade.Mas não me lembro da minha primeira cartilha.Me lembro sim,dos castigos sofridos quando se errava uma lição da dita cuja.Gostei muito da sua pesquisa,parabéns,viu!? Bjs.

    Responder
  45. Ly Penteado

    Estudei da década de 1940, o 1º ano em 1942. Estou fazendo um trabalho e por mais que tenha pesquisado, não consigo me lembrar do nome da minha cartilha, embora ela esteja nítidana minha mente: capa dura, rosada, com um quadrinho colorido bem no meio da capa tamanho mais ou menos de um caderno brochura comum. Não é nada de Caminho Suave nem Sodré. Alguém poderia ter uma sugestão? eu ficaria eternamente grata, pois faz mais de 2 anos que estou em busca disso.
    Agradeço.

    Responder
  46. Viviane

    Eu estudei com a cartilha Pom Pom meu gatinho,gostaria de rever aí no seu blog..abraços.

    Responder
  47. Vander Oliveira

    Ola Marcelo!!!!!
    Fiquei surpreso ao encontrar a capa da cartilha pela qual aprendi a escrever “No Reino da Alegria”, isto em 1980. Infelizmente meus pais não a guardaram, até hoje sinto saudades de vê-la. Estou procurando até um modo de fazer contato com a IBEP, pra ver se eles possuem um arquivo digitalizado ou coisa parecida, ou vou tentar fazer contato com a escritora Doracy de Almeida ou familiares pra conseguir nem que fosse um exemplar digitalizado ou xerox. Se por um acaso você tiver contatos que consigam uma cópia entre em contato. Ficarei muito grato!!! Grande abraço!!!!!!!!!!

    Responder
  48. Irani

    Gostaria muitissimo de rever a cartilha na qual fui alfabetizada “POMPOM MEU GATINHO” Obrigada

    Responder
  49. Luzeni Muniz De Oliveira

    Nossa que diferente método de alfabetização……mas que bom, se evoluiu.

    Responder
  50. Antonha

    É, o tempo passa e as coisas mudam !!!! Que alegria encontrar a capa da castilha a qual aprendi a ler…
    Branca Alves de Lima
    Lembro-me um texto que gostava muito de recitar por achar lindo
    A casa na colina
    Uma casa na colina pequeninha e amarelinha, ciscando la no terreiro
    um galo, um peru e um pato. Muito verde em toda volta, trepadeiras na
    janela, uma mãe e uma criança completando uma aquarela
    Como eu amava brincar recitando esses verso…..

    Responder
  51. Angélica Terezinha Dias Ferreira

    Fui alfabetizada através da Cartilha Sodré. Quanta saudade. Gostaria de poder adquirir uma. Alguém poderia me ajudar?

    Responder

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Share This