Novo Livro O Guia dos Curiosos - Edição Fora de Série

A história dos álbuns de figurinhas de futebol

4 de junho de 2013

O aumento abusivo de preços chegou também aos álbuns de figurinhas. Descobri que, entre as Copas de 2006 e 2010, o pacote de figurinhas do álbum oficial da Copa do Mundo sofreu um aumento de preço de 25%, passando de 60 para 75 centavos a unidade. Em 2012, o pacote com cinco figurinhas do álbum da Liga dos Campeões da Uefa chegou às bancas por 85 centavos, revelando um aumento de 13,3% em relação ao produto da Copa de 2010. Quem já comprou o álbum da Copa das Confederações deste ano pode até pensar que o preço não subiu tanto. Cada pacotinho custa 90 centavos, valor 5% mais alto do que o do ano passado. Só que preste atenção: desta vez, o colecionador recebe apenas QUATRO figurinhas no pacote. Proporcionalmente, portanto, cada figurinha sofreu um aumento de 32% – a mais alta desde 2006! Em resumo: uma figurinha que custava 12 centavos em 2006 sai hoje por quase 23 centavos – um aumento de 91% no preço do produto.

O hábito de colecionar figurinhas vem do comecinho do século passado. O primeiro álbum de figurinhas do Brasil começou a circular no início dos anos 1900. Era uma publicação da tabacaria Estrela de Nazareth, e cada uma das 60 figurinhas correspondia a uma bandeira de um país. Mas as figurinhas só foram cair no gosto popular depois do lançamento do álbum de estampas dos sabonetes da então recém-inaugurada Eucalol, em 1925. Foi uma estratégia de marketing da empresa para se fixar no mercado. Quem comprava uma caixa com três sabonetes levava de brinde três figurinhas. Nos anos seguintes, vieram os famosos álbuns de balas (Balas Futebol, Balas Cinédia, Balas Fruna, Balas Ruth), que fizeram sucesso com o público infantil e, a exemplo do que aconteceu com a Eucalol, alavancaram a indústria de doces.

Em 1961, veio a prova da consolidação do nicho das figurinhas no mercado de entretenimento infanto-juvenil: a fundação da italiana Panini. Os irmãos Panini eram, desde 1945, donos de uma banca de jornal em Modena, na Itália. Em 1954, fundaram uma companhia de distribuição de jornais que, mais tarde, daria lugar à fábrica de álbuns de figurinhas. O grupo é, desde então, líder mundial no setor. Com sede italiana e filiais em mais de uma centena de países, a Panini fatura anualmente cerca de 650 milhões de euros (1,7 bilhão de reais).

O Blog do Curioso conversou com o colecionador de álbuns de figurinhas Fernando Camargo sobre a história dos álbuns de futebol. Camargo conta que o tema sempre esteve presente nas coleções de figurinhas, apesar de o primeiro álbum oficial de futebol ter chegado ao Brasil apenas em 1950: “Na primeira metade do século XX, os álbuns misturavam diversos assuntos, entre eles o futebol”. Demorou mais um pouco, no entanto, para que as coleções de figurinhas de futebol virassem febre nacional. “Tirando o tema Copa do Mundo, que entrou no mercado dos álbuns de figurinhas em 1950, até a década de 1980 não era comum o lançamento de álbuns específicos sobre futebol”, conta o colecionador. Com o lançamento, pela Editora Abril, do álbum oficial do Campeonato Brasileiro de 1989, que marcou o início da tradição dos álbuns de futebol, Fernando Camargo retomou a coleção que tinha iniciado quando era garoto, nos anos 70. Hoje, seu acervo de álbuns de figurinhas já ultrapassa os 3.000 álbuns, 80% deles completos. Apesar de considerar caríssimos os preços cobrados hoje em dia, Fernando já comprou – e completou! – o álbum da Copa das Confederações 2013. Como isso é possível, se as figurinhas acabaram de chegar nas bancas? “Desde que eu me profissionalizei como colecionador, já encomendo os álbuns completos”, revela Fernando. “Eu não troco mais figurinhas, troco álbuns”.

Confira alguns álbuns históricos de futebol citados por Fernando Camargo:

Balas Futebol – Craques do Campeonato Mundial de Futebol 1950

O primeiro álbum oficial de figurinhas de futebol a circular no país foi o da Copa de 1950, realizada no Brasil. O produto era patrocinado pelas Balas Futebol, mais conhecidas pelos álbuns de figurinhas do que exatamente pelo sabor açucarado dos confeitos. Um dado curioso: o álbum foi lançado meses depois do fim da Copa de 50, quando a Seleção Brasileira protagonizou a maior derrota de sua história, perdendo o título em casa para o Uruguai. Isso não impediu que o álbum virasse febre entre a criançada, alavancando as vendas da indústria de doces Americana, que fabricava as balas. O campeão Uruguai estampava a segunda página, depois da seleção canarinho.

Chapinhas de Ouro

A Editora Dimensão Cultural inovou ao lançar um álbum de figurinhas metálicas. A garotada, no entanto, não se contentou em usar as chapinhas apenas para completar o álbum. A geração de crianças do fim da década de 70 costumava exibir bicicletas, pastas e até peças de roupas cheias de “chapinhas de ouro” grudadas. Por sinal, era um tanto inconveniente completar o álbum de figurinhas. Como as chapinhas eram muito mais pesadas do que figurinhas de papel, o álbum cheio pesava mais do que sua estrutura podia suportar. Era comum, portanto, que álbuns completos tivessem pelo menos algumas páginas soltas.

Ping Pong Copa 82

O álbum da Copa do Mundo de 1982 foi patrocinado pelos chicletes Ping Pong. Dentro da embalagem da goma de mascar, vinha uma das 300 estampas de figurinhas confeccionadas pela marca. Para completar o álbum, a garotada tinha que mascar muuuuuito chiclete. Foram vendidos cerca de 600 mil álbuns em um período de seis meses. Além da indústria de doces, os dentistas brasileiros também devem ter lucrado com a mania juvenil. O álbum virou item de colecionador: o preço da relíquia hoje atinge os 500 reais.

Campeonato Brasileiro 1989

O Campeonato Brasileiro de 1989 não foi o primeiro a ilustrar um álbum de figurinhas. Antes dele, a Editora Abril já havia lançado um álbum do torneio de 1977, que englobava 62 times brasileiros. A experiência só se repetiu uma década depois, quando o mesmo grupo colocou nas bancas o álbum da Copa União de 1987, torneio que correspondeu ao Campeonato Brasileiro naquele ano. Foi só em 1989, no entanto, que a Abril, já em parceria com a Panini, iniciou a tradição anual da confecção de álbuns de figurinhas do Campeonato Brasileiro. Em 1994, a sociedade entre os dois grupos foi rompida, e a Panini assumiu de vez a produção.

(Imagens cedidas por Fernando Camargo / www.nosthalgia.com.br)

Esta página contém links de afiliados. Ao fazer uma compra por um desses links, o Guia dos Curiosos recebe uma comissão e você não paga nada a mais por isso.

Artigos Relacionados

Fatia de bolo Real guardado por 40 anos

Fatia de bolo Real guardado por 40 anos

O britânico Gerry Layton pagou 1.850 libras (US $ 2.565) pela cobertura de uma fatia de bolo servida no casamento do príncipe Charles e da princesa Diana em 1981. O colecionador estava interessado pela arte do bolo, um desenho...

O menino dos Cigarrinhos Pan

O menino dos Cigarrinhos Pan

O ator Paulinho Pompéia, garoto-propaganda dos Cigarrinhos de Chocolate Pan (em 1996, a empresa mudou o nome para Rolinhos de Chocolate, para que eles não servissem de estímulo ao tabagismo), morreu em 30 de junho de 2021, aos 72 anos.   A edição de abril de 2003...

Uma barra de chocolate com 121 anos

Uma barra de chocolate com 121 anos

Uma barra de chocolate histórica foi encontrada intacta, com embalagem e tudo, 121 anos depois de produzida. A Rainha Vitória encomendou 100 mil barras de chocolate para presentear os soldados ingleses que estavam lutando na segunda Guerra do Bôeres, entre 1899 e...

12 Comentários

12 Comentários

  1. José de J. Bataier

    Há um bem mais antigo,chamava-se Coleção Olé,nos tempos de ouro do futebol:anos 60!

    Responder
  2. Marlucy

    Oi! adorei relembrar a marca ping pong, goma de marcar. Muito legal!
    Estou colecionando o ábum da Copa das Confederações Fifa 2013. Tenho várias figurinhas em duplicidade para fazer troca, se algúem estiver interessado entre em contato comigo.
    Obrigada.

    Responder
  3. fabio

    como faria para comprar o album da bala ruth de 1950 copa do mundo ????
    Gostaria muito desse album !!!! meu email e fabinhobsb@hotmail.com abraços fabio

    Responder
  4. Marcelo Queiroz.

    Boa tarde amigos colecionadores tenhos albuns de figurinha das copas de 50 a 2010 e brasileiro de 87 a 2012 gravados em jpeg.Colecionei varios albuns na minha infancia c/ ajuda do meu pai qdo criança e com o tempo se perderam.E junto com essa mania decolecionar albuns veio o futebol de botão junto que pratico até hoje.Eram momentos de extrema alegria fora as disputas de bafo- bafo no colégio.Consegui resgatar esses tempos memoraveis c; um amigo que me passou toda coleção dele escaneados gravados em cd e o mais legal que da para imprimir todos os albuns com um papel de qualidade melhor usados nos albuns do passado.Se tiver uma impressora a laser em casa o trabalho fica show mais se quiser que fique melhor é só levar em uma grafica podendo escolher até uma capa dura como exemplo.Que quiser negociar deixo meu contato m_queiro1978@hotmail.com . Albuns de meu interesse brasileiro de 1986 para baixo principalmente o campeonato brasileiro de 1977 que foi disputado se não me engano por 62 clubes e os defutebol cards ping-pong.

    Responder
  5. Marcelo Queiroz

    Meus albuns a cima descritos estão a disposição p/ troca de albuns escaneados ou originais.
    Albuns de meu interesse:
    brasileiro de de 1986 até ao primeiro Roberto Gomes Pedrosa e
    copas de 30 a 38.
    Com destaque p/ o brasileiro de 77 , e os de futebolcards da ping-pong
    Segue meu contato novamente, m_queiroz1978@hotmail.com

    Responder
  6. Marco Aurelio de lima

    Tenho albun completo de figurinhas, Campeonato Nacional COPA BRASIL, 1975, Editora e Comercial Saravan ltda. gostaria de saber quanto vale esta coleção.

    Responder
  7. acabo2997@yahoo.com.br

    O album da copa de 50 é o primeiro com o segmento copa do mundo, quanto aos albuns de figurinhas no Brasil, datam da decada de 20, tenho diversos desta época

    Responder
  8. Raphael

    Boa tarde amigos,
    Pra quem gostou da matéria e para os apaixonados por figurinhas e história do futebol, tenho interesse em vender meu álbum raríssimo: “Balas Futebol! Craques do Campeonato Mundial de Futebol” de 1950, completo e em ótimo estado.
    Contato: rbhenrichs@gmail.com

    Responder
  9. alexandre

    Achei meu album de figurinhas da copa de 1978 , incompleto(faltam 49 figurinhas) mas em bom estado, alguem quer comprar?estou no Rio de janeiro

    Responder
  10. cristiane

    ola, boa tarde tenho figurinhas do chiclete ping pong com as fotos dos jogadores dos times brasileiros como por exemplo Benitez (goleiro do internacional).
    meu contato 21 973845415 cris

    Responder
  11. Anônimo

    Olá, ótima matéria sobre albuns de figurinhas, parabéns! Atualmente, tenho pouco mais de 3.000 albuns do Brasil e do mundo, e de variados temas, todos escaneados com várias resoluções, uma vez de que sempre são adquiridos de colecionadores para intercâmbio de trocas, compra e venda. Interessados meu e-mail:schmidttv@hotmail.com

    Responder

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Share This