Novo Livro O Guia dos Curiosos - Edição Fora de Série

Reprodução animal

24 de abril de 2019

  • Há dois tipos de reprodução: assexuada e sexuada
     
  • Na assexuada uma célula se desprende do índividuo e se desenvolve, formando assim um novo ser.
     
  • Já na sexuada há a junção de dois gametas (masculino e feminino) de indivíduos diferentes.
     
  • Ela ocorre em todo os grupos de animais, até mesmo entre aqueles que se reproduzem de forma assexuada, como esponjas, celenterados e equinodermos.
     
  • O acasalamento entre os animais tem várias fases. Existe a alteração hormonal na fêmea, que determina se ela está fértil. É o chamado “período do cio”.
  • Ela pode demonstrar isso para o macho na cor dos pêlos ou penas, no cheiro e também no comportamento.
     
  • Nessa fase, muitos machos brigam para conseguir uma fêmea. 

  • Os pavões exibem ritual de acasalamento diferenciado. Nele, a cauda extravagante do macho tem papel principal. 
  • Para atrair as fêmeas, os flamingos dançam sem parar. Na época da reprodução, os machos fazem coreografias nupciais, que servem para comunicação.
     
  • O pênis do pato tem o formato de um saca-rolhas. 

Esta página contém links de afiliados. Ao fazer uma compra por um desses links, o Guia dos Curiosos recebe uma comissão e você não paga nada a mais por isso.

Artigos Relacionados

Pterossauro ganha nome em homenagem à Mulher-Maravilha

Pterossauro ganha nome em homenagem à Mulher-Maravilha

O paleontólogo e paleoartista Ariel Milani Martine apresenta a mais nova descoberta na área: o kariridraco dinae, o pterossauro que viveu há 100 milhões de anos na Chapada do Araripe, no Nordeste braslleiro. "Kariri" é uma referência à etnia indígena da região....

Como os cachorros se comunicam entre si

Como os cachorros se comunicam entre si

A exemplo dos lobos, os cachorros, que são seus descendentes, também se comunicam pela voz. Eles não conseguem uivar, mas latem. Cada latido tem um significado diferente. Existem latidos específicos para medo, raiva, fome, paquera e muito mais. Outra maneira muito...

0 Comentários

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Share This