Johanesburgo tem um zoológico bastante grande, mas pouco se fala dele. Quem vem para a África do Sul costuma procurar por safaris. Só que uma das principais atrações da cidade não é nem zoológico nem safari. O Lion Park é uma mistura dos dois.

O lugar tem uma área dedicada aos herbívoros:  zebras, suricatas, girafas (o visitante pode comprar um pacotinho de ração e oferecer para a girafa, que abaixará seu longo pescoço até limpar toda a sua mão com aquela língua gosmenta).

Mas, como o nome diz, os leões são a principal atração. Os carnívoros ficam numa grande área toda cercada. São 90 leões no total, incluindo dois leões brancos, que só existem na África. O visitante pode embarcar no caminhão do parque ou entrar nessa área com seu próprio carro. Vidros bem fechados, minha gente. Esse  leão chegou tão perto da grade do caminhão que deu até para sentir seu bafo. Bafo de leão.

Mas a parte mais emocionante mesmo é o momento de entrar na jaula dos leõezinhos. Os visitantes entram num grande espaço e podem brincar com os bebês por alguns minutos. E os leõezinhos adoram receber carinhos. A fila costuma ser grande e os leõezinhos são substituídos de tempos em tempos para não ficarem estressados.

Eles parecem inofensivos, mas já têm dentes bem afiados. Repare na cena abaixo: um dos leõezinhos “atacou” o editor Caio Salles pelas costas e cravou ali os seus dentes. Caiu saiu de lá com um furo na blusa, mas garante que a mordida só doeu um pouquinho.